TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Paraná • 10 de outubro de 2017 • 09h19

A população quer saber onde são investidos os recursos dos seus impostos, diz Richa ao defender Meta 4


 

O governador Beto Richa e o chefe da Casa Civil Valdir Rossoni comentaram na sexta-feira (06) a liminar da 3ª Vara da Fazenda Pública que determina que universidades estaduais forneçam, no prazo de 15 dias, dados das folhas de pagamento das instituições para que sejam inseridos no sistema de gestão de pessoal do Governo do Estado (RH-Paraná - Meta4).

 

“Já havia uma decisão nesse sentido do órgão fiscalizador da administração pública, que é o Tribunal de Contas do Estado, para que de fato as universidades tenham o dever e a obrigação de prestar contas do uso do dinheiro público. Afinal, o momento exige transparência. A população quer saber onde estão sendo investidos os recursos dos seus impostos”, disse o governador.

 

A decisão é da última quarta-feira (04) e abrange cinco instituições de ensino superior: Universidade Estadual de Londrina (UEL); Universidade Estadual de Maringá (UEM); Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), que tem sede em Cascavel; Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG); e Universidade Estadual do Centro Oeste (Unioeste), com sede em Guarapuava.

 

O chefe da Casa Civil explicou que o Meta4 é um programa de vanguarda e que a determinação para que todos os órgãos do governo estejam integrados ao sistema está na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e vai valer para todos a partir de janeiro.

 

“É o que temos de melhor no cuidado com o servidor público. Está comprovado que o sistema corrigiu distorções e funciona muito bem, especialmente em relação à transparência, fundamental para a boa gestão pública”, afirmou.



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário