TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Agronegócio • 20 de fevereiro de 2018 • 06h51

Projeto Rural Sustentável abre nova chamada para Unidades Multiplicadoras

O objetivo é atender municípios que não atingiram as metas

Com o intuito de apoiar financeiramente o uso de tecnologias de baixo carbono em propriedades rurais no Paraná e prestar assistência técnica na implantação das tecnologias, o Projeto Rural Sustentável, abre nova chamada para submissão de propostas para Unidades Multiplicadoras, com encerramento previsto para o dia 15 de março.

Os municípios prioritários são Bandeirantes, Primeiro de Maio, Paranavaí, Nova Londrina, Francisco Beltrão, Itapejara D’Oeste, Verê, Realeza e Renascença que não atingiram as metas de propostas aprovadas na 1ª chamada.

As propostas devem ser submetidas para avaliação no portal http://www.ruralsustentavel.org, pelo agente de assistência técnica, que além de auxiliar o produtor, fará o acompanhamento da implantação da tecnologia, caso o projeto seja aprovado.

Além do acompanhamento técnico, os produtores rurais contemplados poderão obter ganhos financeiros no valor de R$ 500,00 a R$ 1.500 por hectare, dependendo da tecnologia implantada. O agente de assistência técnica (ATEC), receberá R$ 6.000 por proposta aprovada e poderá acompanhar até 20 propriedades.

Tecnologias Apoiadas Pelo Projeto

 Sistema de integração Lavoura-pecuária- florestas (iLFP), incluindo Sistemas Agroflorestais (SAF)

 Plantio de Florestas Comerciais

 Recuperação de Áreas Degradadas com Pastagem (RAD/P)

 Recuperação de Áreas Degradadas com Floresta (RAD/F)

 Manejo Sustentável de Florestas Nativas

O Projeto

O Rural Sustentável é resultado de uma parceria do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), do departamento de Meio Ambiente, Alimentação e Assuntos Rurais do Reino Unido (Defra) e do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS).

Asimp/Projeto Rural Sustentável



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário