TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Cultura • 21 de fevereiro de 2018 • 07h17

Banda Caburé Canela lança álbum de estreia

O CD Cabra Cega apresenta as primeiras canções autorais do grupo londrinense

 

Com uma combinação musical que atravessa vários ritmos, fazendo um som difícil de ser enquadrado nas categorias tradicionais da música brasileira, a banda londrinense Caburé Canela acaba de alçar seu primeiro voo.

 

O álbum de estreia, intitulado Cabra Cega, apresenta um pouco das viagens sonoras e poéticas dessa banda que emprestou seu nome de uma pequena e rara coruja que resiste pelos interiores do Brasil. O CD será lançado no sábado (24), às 19h30 no teatro do SESI/AML (Rua Maestro Egidio do Amaral, 130, em frente à Concha Acústica).

 

Os ingressos são limitados e custam 10 reais, podendo ser retirados uma hora antes do show no próprio local.

 

A banda

 

Na ativa desde 2013, a formação da Caburé Canela conta com Carolina Sanches (voz), Lucas Oliveira (voz, guitarra e violino), Maria Carolina Thomé (percussão), Mariana Franco (contrabaixo), Paulo Moraes (bateria) e Pedro José (voz e guitarra).

 

Na música da Caburé prevalece uma mistura sonora que atravessa ritmos populares, como baião, samba, bossa nova, rock, blues, afro-beat, semba de angola e rumba. Notas dissonantes misturadas a temas dançantes – Punk-samba. Reggae-jazz. África-Schoenberg.

 

Outra característica marcante da banda são as letras, o trabalho com a palavra. Embora a raiz ancestral seja algo importante para a concepção musical do grupo, o elemento contemporâneo está presente também nos temas das canções, que privilegiam assuntos cotidianos e sacadas da subjetividade.

 

O álbum

 

Produzido pela própria banda, gravado e lançado de maneira totalmente independente, com captação, mixagem e masterização de Alexandre Bressan, do estúdio 3em1, o disco apresenta sete composições autorais que dialogam com as visões do personagem conceitual que conduz o disco Cabra Cega: o andarilho. Quem assina a arte é a artista visual, compositora e cantora da banda Carolina Sanches.

 

“É por não tolerar a fixidez das moradas que o andarilho precisa andar. E o movimento não é simplesmente uma qualidade desse personagem. Em sua andança, o andarilho se torna o próprio movimento. O andarilho é o movimento, e isso é quase não ser ele próprio, mas sim o encontro – o andarilho é aquilo com que se depara em sua vereda vital.
Este é o personagem indomesticável, vagabundo iluminado, que nos guia pelo primeiro álbum do Caburé Canela. Um andarilho de si mesmo. Alguém que nos convida a experimentar as próprias sacadas & afetos como paisagens, momentos transitórios e de beleza. A potência da vontade, a claustrofobia de uma borboleta guardada na gaveta, as surpresas e traições do imponderável. O desbaste das falsas importâncias, o oceano da liberdade – essas são as paisagens por onde o andarilho nos conduz. Um percurso subjetivo-musical que termina com a risonha iluminação do nada absoluto que envolve tudo – esse vazio zen que deixa espaço para os fluxos, andanças e criações”. Escreveu o jornalista Felipe Melhado para o encarte do CD.

 

O show

 

Além das canções do CD Cabra Cega, a banda irá apresentar outras composições que foram concebidas antes e depois das gravações. A apresentação tem 75 minutos de duração e funciona tanto pra quem gosta de dançar quanto pra quem prefere apenas apreciar o som e as letras.

 

Serviço

Show de Lançamento: CD Cabra Cega, da banda Caburé Canela

19h30 – Centro Cultural SESI/AM

Rua Maestro Edígio Camargo do Amaral, 130

Entrada: R$10 (ingressos uma hora antes, no local do show)

CD: R$20

Asimp/SESI

Caburé Canela _ foto Sthepanie Massarelli



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário