TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Saúde • 14 de maio de 2018 • 16h13

Dia D de vacinação contra a gripe atinge mais de 8 mil pessoas em Londrina


A Secretaria Municipal de Saúde divulgou um balando do Dia D de Vacinação contra o Influenza, uma mobilização nacional que aconteceu no último sábado (12), com o objetivo de intensificar a imunização nos grupos prioritários, que são mais vulneráveis aos efeitos da gripe. Em Londrina foram aplicadas 8.154 doses de vacina trivalente, que protege contra os vírus H1N1, H3N2 e o influenza do tipo B Yamagata. Neste dia, também foram aplicadas 1.020 doses de outras vacinas que fazem parte do Calendário Nacional de Vacinação.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, o número de doses aplicadas durante o Dia D está dentro da expectativa do Município, superando, inclusive, a quantidade de vacinas utilizadas em campanhas anteriores. “Esta é uma data importante, pois conseguimos atingir as pessoas que não conseguem ser imunizadas durante a semana, devido ao horário de trabalho. Além disso, neste dia conseguimos mobilizar algumas equipes para aplicar as doses no domicílio das pessoas acamadas”, ressaltou.

O secretário lembrou ainda que a campanha vai até o dia 1 de junho e que não haverá prorrogação de data. “Queremos chamar a atenção das gestantes, para se vacinarem, e das mães que têm filhos menores de cinco anos para levarem as crianças para receber as doses, pois temos um histórico de aplicação abaixo da meta destes grupos”, frisou.

A Campanha Nacional de Vacinação contra o Influenza foi lançada no dia 23 de abril e a meta da Prefeitura de Londrina é alcançar 160.122 doses aplicadas. A imunização está sendo ofertada em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da zona urbana, de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas, e também da zona rural, que seguem horário próprio. Para facilitar os atendimentos e o registro das doses, os cidadãos devem portar documentos pessoais e carteirinha de vacinação.

Os grupos prioritários da campanha contra o influenza incluem pessoas acima de 60 anos, gestantes, puérperas, crianças de 6 meses a 5 anos incompletos, povos indígenas, profissionais da saúde, pessoas com doenças crônicas e outras categorias de risco clínico, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, além de adolescentes e jovens de 12 a 21 anos que cumprem medidas socioeducativas.

No caso das crianças com idade entre 6 meses e 5 anos incompletos, a imunização acontece em duas aplicações, com intervalo de 30 dias entre cada uma. No entanto, aquelas crianças que já receberam as duas doses em 2017, necessitarão tomar apenas uma agora.

Também podem receber a vacina professoras e professores em atividade, de escolas públicas e privadas, filantrópicas e instituições de ensino superior. Para este público, a dose da vacina será disponibilizada após a apresentação de uma declaração emitida pela unidade de ensino onde o profissional atua.

N.Com



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário