TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Ibiporã • 10 de julho de 2018 • 10h52

Iniciada segunda fase de recapeamento asfáltico em Ibiporã

Mais de 100 mil m² de microrrevestimento asfáltico serão executados nas vias de oito bairros do município. Cerca de R$ 1 milhão será aplicado na realização das melhorias viárias

 

A Prefeitura Municipal de Ibiporã, por meio da Secretaria Municipal de Obras, iniciou recentemente a segunda fase de microrrevestimento asfáltico nas vias públicas do município, através do Consórcio Público Intermunicipal de Inovação e Desenvolvimento do Estado do Paraná (Cindepar). Serão 109 mil metros quadrados de recapeamento em vários bairros de Ibiporã. Investimento é de cerca de R$ 1 milhão, com recursos municipais.

 

O microrrevestimento asfáltico desta fase foi iniciado no Conjunto Henrique Alves Pereira (Serraia). Podas de árvores que atrapalhem a passagem do caminhão com a usina de asfalto (do Cindepar) também estão sendo realizadas. Um caminhão com uma máquina de moer (da Obras) está recolhendo e triturando os galhos. Para a lavagem das vias antes do tapa-buraco (com massa asfáltica), um caminhão-tanque com água (do Cindepar) está sendo utilizado. Depois desse processo, é iniciado o recapeamento asfáltico. Na sequência, um rolo compactador (do Cindepar) realiza a compressão e o nivelamento do solo, deixando a via compactada mais resistente.

 

Após a conclusão do microrrevestimento asfáltico no Serraia, os Conjuntos Pedro Splendor e José Leite da Silva, as Vilas Rosana e Rosa de Ouro, os Residenciais Estoril e Buenos Aires e o Jardim Morada do Sol serão os próximos bairros contemplados. Havendo excedente do material asfáltico, outros bairros que não fazem parte desse cronograma poderão receber recapeamento ainda nesta fase, os quais serão escolhidos conforme a urgência de cada um.

 

O secretário Municipal de Obras, Alexandre Ferreira, reforçou que a recuperação da malha asfáltica será feita em todo o município de Ibiporã. “Em toda a cidade de Ibiporã será feito o recapeamento asfáltico, com micropavimentação, ou com Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ), dependendo da situação”, salientou.

 

Ferreira acrescentou também que, além do asfaltamento, outras demandas também estão sendo atendidas nos bairros. “Concomitantemente ao recape, estão sendo realizadas outras manutenções viárias, como, por exemplo, a limpeza de bocas de lobo (bueiros), revisão de meio-fio e calçada, poda de árvores e a substituição de luminárias e lâmpadas por outras mais eficientes”, completou.

A velocidade e finalização das melhorias serão de acordo com o tempo. Caso chova, o andamento das benfeitorias será mais lento e, consequentemente, demorará mais para serem concluídas.

 

Microrrevestimento asfáltico

 

É uma técnica de recapeamento asfáltico mais rentável e eficiente, executada com a aplicação da mistura asfáltica a frio.

 

As ruas e avenidas de Ibiporã estão sendo recapeadas com a utilização deste método, por meio da contratação dos serviços prestados pelo Cindepar. O município de Ibiporã ingressou no Consórcio ano passado.  “A ideia do consórcio para os municípios é muito importante, pois agiliza o processo e a execução das obras de asfalto, além de barateá-las”, destaca o prefeito João Coloniezi.

 

Com o Consórcio, cada metro quadrado de asfalto custa entre R$ 5,50 a R$ 7,90 o metro quadrado aos cofres públicos; sem a parceria com o Cindepar o custo à Prefeitura seria de R$ 25 por m². A diferença de valores demonstra o benefício econômico que o Consórcio proporciona.

 

O Cindepar funciona desde 2013 e atende atualmente mais de170 municípios, dos quais mais de 70 já contrataram os serviços de recapeamento asfáltico pelo padrão do microrrevestimento.

NC/PMI



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário