TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Cultura • 10 de julho de 2018 • 11h07

Premiado espetáculo “Bifes1” chega ao Sesi Londrina

Companhia curitibana aborda o empoderamento feminino com solos inspirados em diferentes artistas e linguagens

 

Clarice Lispector, Júlio Cortazar e a linguagem do palhaço foram fontes de inspiração para as atrizes da Companhia de BifeSeco na montagem do espetáculo Bifes1_Mulheres em Solos. A peça, originalmente composta por seis solos, foi vencedora do troféu Gralha Azul e contemplada pelo Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz. No Centro Cultural Sesi/AML (Rua Maestro Egídio Camargo do Amaral, 130 – Centro), no dia 13 de julho, às 19h, o grupo apresenta uma adaptação com três monólogos que traçam um pensamento de empoderamento feminino.

 

Além das premiações, a primeira versão de Bifes1 se apresentou no Festival de Teatro de Curitiba, circulou por cidades do interior do Paraná e fez temporada em São Paulo e Rio de Janeiro. Em Londrina, a companhia coloca em cena três solos desenvolvidos pelas atrizes Ciliane Vendruscolo, Patrícia Cipriano e Má Ribeiro.

 

Tendo como ponto de partida a obra e vida da escritora Clarice Lispector, a atriz Ciliane Vendruscolo busca trazer as sensações e devaneios de uma mulher que se sente aprisionada dentro dela mesma. Em um diálogo com o invisível, dentro de sua própria casa, a personagem relata fragmentos de sua história.

 

Patrícia Cipriano inspira-se no romance “O Jogo da Amarelinha”, de Julio Cortazar, para expor crueldades e esquemas de conquista nas relações. Desde o primeiro encontro com o outro até a apresentação de um mundo maravilhoso e irreal, tudo está programado. As facetas de uma mulher que de tudo se cansa e que vive a ensaiar a entrada das cartas que escreve é exposta e se confunde com a realidade, que embora cruel, é verdadeira.

 

Inspirada na linguagem do clown, Má Ribeiro desenvolve o que chama de uma nova Odisseia no Espaço, ou uma simplória Jornada nas Estrelas. O objetivo é chegar ao significado da infinitude do Universo. A atriz propõe o jogo de uma palhaça no vácuo desses questionamentos, da física quântica, de um mundo absurdo com infinitas possibilidades, de um medo fantástico do infinito. Por esse solo, Má Ribeiro ganhou o Troféu Gralha Azul de Melhor Atriz.

 

A Companhia de BifeSeco é um coletivo de artistas de diferentes regiões do país que, entre outras pesquisas, explora uma linguagem de comédia contemporânea onde a música e a plasticidade da cena são elementos primordiais na construção narrativa.

Asimp/Sesi Londrina



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário