TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Agronegócio • 09 de outubro de 2018 • 09h19

Após nova vacinação, passa de 400 o número de bezerras de Tamarana imunizadas contra brucelose

Profissionais das secretarias municipais de Agricultura e de Saúde percorreram mais de 700 quilômetros para vacinar contra a brucelose 195 bezerras de 78 propriedades rurais de agricultores familiares de Tamarana. Os animais que receberam a dose têm entre três e oito meses de idade.

 

A ação, que contou com o apoio do médico veterinário da unidade de Tamarana do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), André Maciel, ocorreu ao longo de agosto de 2018, mas determinadas aplicações também foram realizadas em setembro. Outras 256 cabeças haviam sido vacinadas em fevereiro. Durante todo o ano, a imunização abrangeu 451 bezerras.

 

De acordo com o médico veterinário do município, Guilherme Garcia, a quantidade de animais vacinados ficou dentro do que havia sido projetado. Segundo ele, a eficácia da dose é de cerca de 60% e, por isso, o criador tem de monitorar rotineiramente seu rebanho para combater casos da doença.

 

"Conforme legislação federal, a vacina contra a brucelose é obrigação dos criadores dos animais, mas a Prefeitura de Tamarana fornece esse serviço gratuitamente", destacou Garcia, que afirmou ainda que o município tem como meta a erradicação da brucelose.

 

"A vacinação foi um sucesso. É importante que os produtores rurais sempre façam parte dessa campanha, já que, vale lembrar, a brucelose causa graves prejuízos, como aborto nos animais", salientou o secretário municipal de Agricultura, Fernando Macedo.

 

Marcos Antônio Batista, foi um dos criadores que receberam a equipe do município para a imunização do rebanho. "É uma ótima iniciativa, porque as novilhas continuam sadias e, graças a Deus, elas nunca tiveram esse problema", contou ele, que há mais de oito anos abre as porteiras de seu Sítio Santa Rita, localizado no Assentamento Renascer I, para a vacinação contra a brucelose.

 

"A brucelose é uma zoonose. Ou seja, é uma doença que o animal passa para o ser humano. Ela é transmissível pelo leite e, por isso, é muito importante que as pessoas fervam esse produto antes de consumi-lo", alertou o médico veterinário Guilherme Garcia.

 

Nova vacinação

 

A próxima aplicação está programada para fevereiro de 2019. Criadores cujas bezerras estarão na faixa etária de três a oito meses durante o período de vacinação já podem informar a Secretaria municipal de Agricultura, que fica na Rua Albino Lovo, 85, Centro, e atende de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h. O telefone para mais informações é o 3398-1949.

Lucas Marcondes Araújo/NCPMT



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário