TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Londrina • 07 de novembro de 2018 • 09h37

Alunos de escolas públicas de Londrina ganham óculos de grau

Cem estudantes poderão se consultar gratuitamente com o oftalmologista e se for necessário, eles receberão a armação e as lentes para óculos de grau

 

A partir desta quarta-feira (7), 100 crianças da rede municipal de ensino de Londrina vão até uma clínica médica para realizarem uma consulta oftalmológica gratuita. Além disso, aquelas que necessitarem, receberão também a armação e a lente de acordo com a necessidade de seu grau de deficiência. A entrega dos óculos será realizada no dia 10 de dezembro, durante as comemorações de aniversário pelos 84 anos de Londrina.

 

O trabalho faz parte de uma parceria estabelecida entre a Ótica Diniz, a clínica Rede Saúde e a Prefeitura de Londrina. Juntas as empresas privadas vão doar a consulta com o especialista, a armação e as lentes para os óculos de grau para os alunos de cinco escolas municipais de Londrina.

A ação começa hoje (7), às 14 horas, quando 26 crianças da Escola Municipal Noêmia Avelar Garcia Malanga vão até a clínica que fica na Avenida Bandeirantes, 289. Na sexta-feira (9), será a vez de 46 alunos das Escolas Municipais Noêmia Malanga, Ruth Ferreira de Souza e da Geni Ferreira. Às 9 horas, 20 estudantes vão até a clínica na Avenida Bandeirantes e às 14 horas, 26 vão ao consultório que fica dentro do Shopping Norte.No sábado (10), a partir das 8 horas, 28 alunos das escolas municipais Reverendo Odilon Gonçalves Nocetti e Atanásio Leonel serão levadas ao Shopping Norte para a consulta com o oftalmologista.

 

Todo o transporte das escolas até a clínica médica será feito com os ônibus do município de Londrina, sem custo para os alunos. A seleção das crianças deu-se na sede das escolas municipais onde elas estudam. Os próprios professores aplicaram um teste simples em seus alunos para verificarem se eles apresentavam alguma dificuldade na leitura. Assim, foram selecionados para a consulta médica apenas as crianças que apresentaram um certo grau de dificuldade visual.

 

O objetivo da parceria é realizar um diagnóstico precoce de possíveis doenças visuais que as crianças da rede pública de ensino podem ter e não saber. Ao sanar alguns problemas visuais,os alunos podem vir a obter um rendimento escolar melhor, influenciando diretamente em seu processo de ensino-aprendizagem, por isso a importância da detecção precoce. Além de verificar se as crianças precisam de óculos, os médicos analisarão se há alguma doença nos olhos como a catarata ou problemas nas córneas.

Ana Paula Hedler/NCPML



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário