Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Pelo segundo ano consecutivo, o Festival Internacional de Música de Londrina (FIML) será realizado virtualmente.  A data da 41ª edição do evento já está definida e será entre os dias 05 e 11 de dezembro de 2021. Os diretores pedagógico, Magali Kleber e artístico, Marco Antonio Almeida esperam que em 2022 o FIML aconteça tradicionalmente em julho, no formato híbrido, presencial e virtual ampliando as possibilidades trazidas pela tecnologia do mundo virtual.

O 41º FIML terá seu eixo pedagógico com aulas on-line, privilegiando a formação musical em diferentes propostas para composição, improvisação e arranjo, história da música brasileira contextualizada, instrumentos diversos, formação de coros, oficina de jazz e choro, a formação do educador musical em contextos inclusivos e coletivos.

Parte da programação artística do festival terá caráter educativo e didático, sendo que alguns espetáculos serão em formato híbrido seguindo as normas de segurança estipuladas pelos decretos municipais e estaduais.

Show comemora aniversário de Londrina

Entre os espetáculos já agendados está um show com o cantor e compositor Ivan Lins acompanhado da OSUEL, e que deve ser realizado no Teatro Universitário Ouro Verde, com transmissão “ao vivo” (live streaming). O show será no dia 10 de dezembro, em comemoração ao aniversário de 87 anos de Londrina. “A abertura oficial do Festival de Música está programada para o dia 05 de dezembro, à noite e neste dia, o show será com grupos de Londrina”, explica o diretor artístico, Marco Almeida. Em breve a direção do festival divulgará os cursos que serão ofertados e o período de inscrição via site do evento (https://fiml.art.br/).

Mantendo qualidade no virtual

No ano passado (2020), a pandemia da Covid-19 “forçou” uma mudança na forma de se realizar eventos e acelerou a utilização de tecnologias através da “Rede”. Como resultado o FIML se tornou mais compacto, mas manteve o dinamismo, a qualidade e a diversidade na oferta dos cursos. No eixo pedagógico do evento foram 35 cursos, oficinas, lives e masterclasses, com 41 professores, ministrando aulas em salas virtuais para cerca de 700 alunos de todo o Brasil.

Através de equipe técnica e pedagógica houve um monitoramento de até 14 salas de aula concomitantes e o evento contou com plataforma profissional, apoio de secretaria e de equipe de comunicação. As avaliações indicaram o sucesso da edição.

Seminário Internacional

Abrindo a programação da 41ª edição do FIML, será realizado no mês de outubro, o I Simpósio Internacional de Educação Musical, uma parceria interinstitucional entre o Festival, ABEM (Associação Brasileira de Educação Musical), ISME (Sociedade Internacional para a Educação Musical), UEL (Universidade Estadual de Londrina) e UFG (Universidade Federal de Goiás).

Já está confirmada a conferência de abertura com Emily Akuno, presidente da ISME. A educadora do Quênia vem desenvolvendo reconhecido trabalho na área da Educação Musical mundialmente baseado no respeito à diversidade cultural.

“A sua proposta vai muito além de uma visão eurocêntrica, já superada, e traz os valores culturais para uma perspectiva pedagógica, de valorização das práticas musicais tão diversas que encontramos pelo mundo, em comunidades e grupos sociais que tem a música como identidade”, informa Magali Kleber, diretora pedagógica do festival.

Além de Emily Okuno, estão previstas a participação de importantes conferencistas de diversos países. “Teremos grandes oportunidades para a reflexão e troca de informações sobre práticas pedagógicas diferenciadas”, finaliza Magali.

Associação de Amigos do FIML

A nova diretoria da AAFIML (Associação de Amigos do Festival Internacional de Música de Londrina) foi eleita em março de 2021. O presidente da entidade é o pianista Marco Antonio de Almeida que substituiu o empresário Marcelo Camargo. Na vice-presidência assumiu Ana Karina Barbieri; na secretaria da entidade, Erisla Pastore e na tesouraria, Virginia Guerreiro. A diretoria é voluntária. A associação foi criada em 1987 é uma das promotoras do Festival Internacional de Música de Londrina, não tem fins lucrativos e entre os objetivos estão a difusão da música e a democratização da prática do ensino musical.

O Festival Internacional de Música de Londrina tem a direção pedagógica de Magali Kleber, direção artística do pianista Marco Antonio de Almeida e como pres. da Assoc. de Amigos do FIML, Marco Antônio de Almeida. É uma realização da Secretaria de Estado da Cultura - Governo do Estado do Paraná // Secretaria Municipal da Cultura - Prefeitura do Município de Londrina-Promic // Casa de Cultura - Universidade Estadual de Londrina e Associação de Amigos do FIML

Emilia Miyazaki/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.