Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Avicultura paranaense abateu 147 milhões de cabeças de frango, crescendo 5,1% em comparação ao mesmo período de 2017

Novembro marcou mais um recorde para a avicultura paranaense. Com 147 milhões de cabeças de frango abatidas, o Paraná conseguiu sua melhor marca no décimo primeiro mês do ano em sua história, elevando em 5,1% sua produção, em comparação ao mesmo período de 2017 (139,8 milhões de cabeças), recorde anterior para o mês, segundo dados do Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná (Sindiavipar).

As exportações também mantiveram o bom ritmo nesse segundo semestre, alcançando 118,6 mil toneladas, com receita de US$ 187,9 milhões, somente no décimo primeiro mês do ano. Em comparação à 2017, o Paraná conseguiu elevar em aproximadamente 0,5% os embarques dessa proteína animal entre os meses de julho e novembro, alcançando 696,7 mil toneladas contra 693,6 toneladas do ano anterior, de acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

“O trabalho em conjunto na produção, integrando os pequenos avicultores com as cooperativas, permitiu que superássemos os desafios do primeiro semestre para conseguir finalizar o ano com esse crescimento. Temos a expectativa que para o ano que vem o mercado interno volte a aquecer, graças ao aumento do poder de consumo das famílias”, avalia o presidente do Sindiavipar, Domingos Martins.

Aumento nas exportações

O saldo positivo nas exportações teve forte participação de dois países em novembro. O Egito ampliou em cerca de 121% suas importações de carne de frango paranaense, em comparação a outubro desse ano, conseguindo alcançar 5,3 mil toneladas recebidas (ante 2,4 mil toneladas do mês anterior). Já a China, terceiro maior importador da proteína animal do Paraná, aumentou em 21,7% suas compras, fechando o décimo primeiro mês do ano com 15,5 mil toneladas (contra 12,7 mil toneladas em outubro de 2018).

Asimp/Sindiavipar

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios