Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) lançou hoje o Relatório Anual ABPA 2020, a principal e mais completa publicação setorial produzida pela entidade nacional da avicultura e da suinocultura do Brasil.

Disponível no http://abpa-br.org/relatorios/ o Novo Relatório da ABPA traz um extenso detalhamento das informações da produção e das exportações do setor de proteínas, além de dados relativos à sustentabilidade e o papel econômico e social do setor produtivo.

São dados de carne de frango, carne suína, ovos, material genético, peru e outros produtos do setor, com informações de exportações divididas por produto e por país.

No Relatório também há informações sobre a produção de acordo com alojamentos de aves e de produção por estado, entre outras segmentações de dados.

“O Relatório Anual é uma ferramenta aberta, fundamental para o planejamento setorial com foco na visão sustentável da cadeia produtiva. É uma base referencial importante para as empresas e demais stakeholders que atuam direta e indiretamente na cadeia produtiva”, analisa Francisco Turra, presidente da ABPA.

ABPA Data

O novo Relatório Anual ABPA 2020 complementará o rol de informações disponibilizadas aos associados, algumas delas, exclusivas. É o caso do ABPA Data, um sistema inédito de inteligência competitiva para o setor produtivo.

Lançado recentemente, o ABPA Data foi desenvolvido em parceria com a Avelã Big Data, a partir do acesso a um vasto banco com mais de 2,5 bilhões de dados, provenientes da ABPA e de diversas outras plataformas públicas nacionais e internacionais, informados em tempo real. Os dados são dispostos em telas dinâmicas (mais de 200 painéis), com formato ágil e interativo.

Paulo Cezar Abrahão Prates/Asimp/ABPA.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.