Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Anúncio foi feito ontem (24) pela Organização Veterinária daquele país

A Organização Veterinária do Irã anunciou, ontem, 24, o fim do embargo à carne bovina in natura do Paraná. A restrição do mercado iraniano às importações da carne de gado in natura paranaense foi causada pela ocorrência de um caso atípico de vaca louca no estado, em 2012. As informações são da Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O Brasil já é o principal fornecedor de carne bovina para o Irã. Em 2014, as exportações brasileiras totalizaram US$ 324,3 milhões, o que representou 84% do total importado por aquele mercado. Em volume, o país importou, no ano passado, 61,2 mil toneladas de carne brasileira, correspondendo a cerca de 80% das importações iranianas do produto.

Nos últimos anos, o Irã vem ampliando a produção doméstica e reduzindo as importações. O Brasil chegou a exportar, em 2010, 191 mil toneladas de carne bovina in natura àquele país, mais do que o triplo do registrado em 2014.

Mesmo assim, o país é o quarto maior importador de carne bovina in natura brasileira. No primeiro semestre de 2015, o Irã importou um total de 49,5 mil toneladas, ou seja, 10% do total exportado pelo Brasil, atrás da Rússia (18%), de Hong Kong (18%) e do Egito (17%).

Asimp/MAPA

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios