Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Tereza Cristina destacou que a produção agropecuária é feita de forma sustentável

A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) destacou ontem (27) que o país tem produzido alimentos e outros produtos agrícolas cada vez mais de forma sustentável. Ela participou do Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura, no Anhembi, em São Paulo.

 “O Brasil é uma grande potência de produção de alimentos, mas é também uma grande potência do meio ambiente. Nós damos sustentabilidade a tudo aquilo que nós produzimos. Não é porque poucos criam esses problemas, essas mazelas que hoje nós vemos que nós vamos esmorecer. Vamos continuar batalhando, trabalhando, produzindo com tecnologia e cada vez usando menos área”, ressaltou.

A ministra lembrou que o agronegócio já exporta para 160 nações, mas pode alcançar ainda mais espaço no mercado agrícola global, ampliando a venda para a China, por exemplo. Para isso, o caminho, segundo Tereza Cristina, é investir em inovação tecnológica para ofertar produtos de qualidade.

 “O papel do Ministério da Agricultura é apoiar os empreendedores para que vocês tenham toda a tranquilidade e facilidade para alcançar esses países. E também dar garantia aos países que importam do Brasil de que os serviços sanitários garantem a qualidade dos produtos”, afirmou, destacando os recentes acordos do Mercosul com a União Europeia e com a EFTA como novas oportunidades para o agronegócio brasileiro.

De acordo com a ministra, estão em negociação acordos com Canadá, Singapura, Coreia do Sul e Estados Unidos.

Tereza Cristina ressaltou a força do setor de aves e suínos, que emprega mais de 2 milhões de pessoas em toda a cadeia produtiva (agroindústrias, granjas e frigoríficos) e é a principal fonte de renda de 150 mil famílias.

Em 2018, a produção de frango chegou a 13 milhões de toneladas. O consumo anual no Brasil chega a 41 quilos per capita. Cerca de 30% das aves foram para exportação.

Em relação aos suínos, a produção soma 4 milhões de toneladas, sendo 16% para o mercado externo. As exportações de aves e suínos renderam US$ 7,78 bilhões para a balança comercial, no ano passado.

No evento, a ministra foi homenageada pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) como umas das maiores defensoras do agronegócio. A placa foi entregue pelo presidente da associação, Francisco Turra.

Participaram da abertura do evento os governadores de São Paulo, do Rio Grande do Sul, do Paraná, do Espírito Santo, do Mato Grosso do Sul e de Minas Gerais, além de representantes dos produtores, de cooperativas, parlamentares e de delegações internacionais.

Asimp/Mapa

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios