Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Pais registra recorde na produção de grãos e exportações cresceram comparativamente ao ano anterior

Em reunião do Conselho de Governo realizada ontem (9), a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina, destacou as ações da pasta para garantir o abastecimento da população durante a pandemia do novo Coronavírus. Ela disse que o Mapa tem focado suas ações para garantir o abastecimento da população brasileira, a saúde dos trabalhadores rurais e para a mitigação dos impactos da pandemia no setor agropecuário.
A ministra disse que, nesse período, foi possível garantir o alimento nas gôndolas dos mercados brasileiros, bem como honrar os compromissos de exportação. Ela destacou que, mesmo com a pandemia, o Brasil registra recorde na produção de grãos e as exportações cresceram comparativamente ao ano anterior.
“A agricultura brasileira mostrou mais uma vez a sua importância para o desenvolvimento do país, mesmo em situação adversa, cumpriu seu papel de guardiã da segurança alimentar com sanidade e sustentabilidade. Graças aos nossos produtores, trabalhadores rurais e entidades e empresas do setor, venceremos juntos essa pandemia”, disse Tereza Cristina.
As primeiras ações do Mapa foram a criação de um comitê de crise para monitorar os impactos da pandemia e a publicação de uma portaria detalhando as atividades essenciais para garantir o funcionamento do setor.
Também foram elaboradas recomendações técnicas para diversos setores com diretrizes na prevenção da contaminação nos locais de processamento, beneficiamento, transporte e comercialização dos produtos. A ministra destacou as recomendações para o funcionamento de setores como frigoríficos, transporte de alimentos, colheita, feiras e sacolões.
“Diferente de outros países, o Brasil não sofreu interrupções no funcionamento do setor. Isso foi essencial para a normalidade do fluxo de abastecimento da nossa população”, destacou.
A ministra também lembrou a publicação da resolução 4.801 do Conselho Monetário Nacional, que permitiu prorrogar prazos e capitalizar os produtores afetados pela crise. Ela citou ações como a antecipação de recursos para o Garantia Safra e de recursos do Funcafé.
Segundo a ministra, as principais ações do Mapa priorizaram os pequenos produtores, agricultores familiares e comunidades tradicionais. Ela lembrou a destinação de R$ 500 milhões para o Programa de Aquisição de Alimentos, em conjunto com a Conab e com os ministérios da Cidadania e da Economia, além da manutenção dos recursos do programa de alimentação escolar para aquisição e doação de cestas.

Asimp/Mapa

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.