Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

VII Reunião Paranaense de Ciência do Solo contará com a presença de um time de profissionais qualificados para debater o tema, nos dias 17 e 18 de novembro

Com o tema "Alta produtividade aliada à conservação do solo", a VII Reunião Paranaense de Ciência do Solo (RPCS) está com uma programação especial, que acaba de ser divulgada pela Comissão Organizadora. O evento ocorrerá nos dias 17 e 18 de novembro próximo,  em formato on-line, das 8  às 17h30. O prazo para inscrições e submissão dos trabalhos foi prorrogado até 18 de outubro

A VII RPCS é um evento técnico-científico promovido pelo Núcleo Paranaense de Ciência do Solo vinculado à Sociedade Brasileira de Ciência do Solo (NEPAR-SBCS) e organizado pelo Grupo de Solos da Universidade Estadual do Centro-Oeste - UNICENTRO-PR. O principal objetivo é discutir a interação das várias áreas da ciência do solo em busca de alta produtividade agrícola, aliada à conservação do solo e produção sustentável.

A programação será aberta pelo presidente do NEPAR-SBCS, Adriel Ferreira da Fonseca, e pelo presidente da Comissão Organizadora, professor Cristiano Potti.  Durante os dois dias serão realizadas quatro mesas-redondas, formadas por um time de profissionais especialistas no tema. Entre eles o pesquisador da Embrapa Florestas, Gustavo Ribas Curcio, que profere a palestra de abertura "Solos do Paraná: heranças e responsabilidades".

A primeira mesa-redonda sobre "Manejo e Conservação do Solo" inicia às 10 horas com a  participação de duas pesquisadoras. Graziela Barbosa, pesquisadora do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-PR), antigo Iapar, vai falar sobre a "Rede de Agro Pesquisa do Paraná em Conservação do Solo: estado da arte", e a professora da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Nerilde Favaretto, conduzirá a palestra "Manejo do Solo e Perdas de Nutrientes". Após a explanação será aberto o debate.

No período da tarde, a programação inicia às 13h30 com apresentação oral dos trabalhos de destaques - também haverá apresentação às 17 horas. No segundo dia, as apresentações ocorrem das 8 às 8h30, das 13h30 às 14 horas e das 17 às 17h30. Ao todo serão 12 trabalhos selecionados pela Comissão Técnico-Científica.

Ainda no dia 17, a partir das 14 horas, terá início a  segunda mesa-redonda com o tema "Fertilidade do Solo, Nutrição de Plantas e Agricultura de Precisão".

Entre os palestrantes estão o professor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG),  Eduardo  Caires, que vai abordar o "Manejo da acidez no perfil do solo sob plantio direto";  o pesquisador da Embrapa Soja, César de Castro, que vai falar sobre "Adubação e nutrição para altas produtividades e sustentabilidade" e o pesquisador Fabrício Povh,  da Fundação ABC, com a palestra "Fertilidade do solo e nutrição de plantas na agricultura de precisão".

No segundo dia as apresentações dos trabalhos começam às 8 horas e, logo em seguida, às 8h30, inicia a mesa-redonda "Biologia do Solo" conduzida por três pesquisadores. George Brown, da Embrapa Florestas vai falar sobre "Fauna edáfica como indicadora da sustentabilidade"; o pesquisador do IDR-PR (antigo Iapar) Arnaldo Colozzi abordará a "Microbiologia como indicador de sustentabilidade" e Marco Nogueira, da Embrapa Soja, traz o tema "Bioinsumos para alavancar a produtividade com sustentabilidade".

No período da tarde a programação segue com o tema "Física do Solo". Este debate contará com a presença do professor da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Moacir Tuzzin de Moraes, que vai mostrar os "Desafios da física do solo para alta produtividade: o sistema radicular das culturas".

E ainda para falar sobre a "Compactação e erosão do solo: desafios para o manejo conservacionista em sistemas intensivos de produção" também foi convidada a professora Karina Cavalieri Polizeli, da UFPR. A professora Rachel Guimarães, da UTFPR, finaliza com a palestra "Como métodos de avaliação visual podem auxiliar no manejo do solo". O encerramento será às 17 horas.

O presidente da Comissão Organizadora, Cristiano Pott, destaca o alto nível dos palestrantes, assim como a pauta diversa, que mescla discussões sobre fertilidade e nutrição de plantas, do ponto de vista químico, físico e biológico. "Esse triângulo será o cerne da discussão do tema principal", diz Pott.

Segundo ele, a conferência de abertura  dará um panorama geral dos solos no Paraná, tanto do ponto de vista de produtividade quanto de suscetibilidade à erosão ou degradação. Destaca também o trabalho da Rede de Agro Pesquisa do Paraná, instituída pelo governo, na qual pesquisadores  trabalham de forma interdisciplinar com foco na conservação do solo.

A RPCS já é considerada um dos eventos mais tradicionais que ocorrem no Estado sobre solo, reunindo  pesquisadores, extensionistas, técnicos, representantes e empresários do setor agropecuário, além de acadêmicos da graduação e pós-graduação das áreas de Ciências Agrárias.

Eleição NEPAR

No primeiro dia do evento acontece a assembleia para a escolha da nova diretoria do Núcleo Estadual do Paraná de Ciência do Solo - Sociedade Brasileira da Ciência do Solo (NEPAR-SBCS) para o período de  01 de janeiro de 2022 a 31 de dezembro de 2023. Será das 18 às 19 horas. Participam somente associados do Nepar.

Inscrições - https://www.even3.com.br/rpcs2021/

Vera Barão/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.