Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Pesquisa de preços pagos ao produtor realizada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) aponta que, no mês de junho, os produtos agrícolas paranaenses que tiveram maior recuo nos valores praticados foram a banana prata, a batata inglesa e o pinhão. 

O mercado da banana seguiu o mesmo comportamento do mês anterior, com uma baixa demanda refletida pela concorrência com as frutas da época. No litoral paranaense, onde se concentra a maior região produtora de bananas no estado (cerca de 84% da produção), o preço médio da caixa com 20 kg passou de R$ 33,25, em maio, para R$ 22,73, no mês de junho, resultando em uma desvalorização de 31,64%.

No caso da batata inglesa, a depreciação dos preços se deve principalmente pela concentração de oferta, devido ao atraso no plantio, no mês de fevereiro, por falta de chuvas. Por conta do excedente, o preço médio recebido no mês de junho foi R$ 1,20 o quilo, cerca de 37,5% menor do que o preço de R$ 1,93, recebido no mês anterior. 

A oferta em demasia também afetou o preço do pinhão, que caiu de R$ 3,83, em maio, para R$ 2,53 no mês de junho. A finalização da safra no próximo mês deve proteger o produto de novas desvalorizações.

Alta nas cotações

Maçã (variedades fuji e gala) e maracujá azedo foram os produtos que tiveram melhor performance nos preços nesse período. O final da safra foi o principal fator do aumento nos preços dessas frutas. O quilo da maçã passou de R$ 1,00, em maio, para R$ 1,30 no mês subsequente. Já o maracujá foi vendido por R$ 4,32, alta de 23,43% em relação aos R$ 3,50 do mês anterior.

Confira detalhes das pesquisas de preços no Paraná acessando o site da Conab, onde também é possível encontrar dados dos demais estados. 

Ascom/Conab

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.