Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Um total de 350.192 cestas de alimentos serão enviadas a partir da unidade da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) em Brasília a municípios da Região Norte. O montante faz parte de uma entrega de 413.500 cestas, cerca de nove mil toneladas de alimentos, que também deve beneficiar comunidades especiais em outras localidades do país.

A maior parte das remessas – 247.854 cestas – tem como destino o Pará. Nesse estado, serão entregues 169.224 cestas destinadas a pescadores artesanais dos municípios de Ananindeua, Belém, Cametá e Igarapé-Mirim, 65.646 unidades para quilombolas de Ananindeua, Bagre, Breu Branco, Curralinho e outros municípios, e ainda 12.984 cestas para extrativistas de Gurupá e Porto de Moz.

Até o momento, cerca de 217 mil cestas já foram enviadas. Dos avisos de frete, a primeira carga chegou em Belém/PA em agosto e novas remessas estão previstas para chegar aos destinos até o final de novembro deste ano.

Indígenas e extrativistas do Amazonas também serão contemplados. A previsão é enviar 79.015 cestas de alimentos para os municípios de Amaturá, Coari, Fonte Boa, Jutaí, Santo Antônio do Içá, São Paulo de Olivença, Tabatinga, Tefé e Tonantins. Já o estado do Tocantins receberá 19.461 unidades para doação também a indígenas e quilombolas de Araguaína, Itacajá, Tocantínia, Tocantinópolis e Formoso do Araguaia. No Amapá, a carga de 3.862 cestas é destinada aos quilombolas locais.

Além da Região Norte, o volume deve chegar também a outras regiões, sendo 37.484 cestas para o Nordeste, 20.098 para o Sul e 5.433 para o Centro-Oeste, todas em benefício de povos tradicionais em situação de insegurança alimentar.

A ação de distribuição regular de alimentos é garantida pelo Termo de Execução Descentralizada nº 08/2020, firmado entre a Conab e o Ministério da Cidadania. O investimento do ministério permite à Companhia adquirir os produtos para a formação das cestas. A Conab operacionaliza ainda a montagem e guarda dos estoques, além de auxiliar na logística de distribuição. As entregas alcançam todo o país, com um total previsto de 37 mil toneladas de alimentos, que devem beneficiar 424 mil famílias.

Asimp/Conab

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.