Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Os produtores de alho, batata e tomate receberam menos pela comercialização destes produtos no Paraná. A entrada da safra e, consequentemente, a maior oferta no mercado pressiona os preços pagos aos agricultores para baixo. A maior queda foi registrada para o alho, que em novembro teve a cotação retraída em 41,08% quando comparada com outubro, como mostra análise regional realizada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Ainda segundo o levantamento, os preços para os produtores de tomate caíram em torno de 37,8%, enquanto que para a batata a queda ficou próxima a 20,6%. Apesar dessas reduções registradas no campo, a desvalorização não foi refletida nos supermercados, onde a pesquisa apontou que o tubérculo e o tomate ficaram mais caros 19,35% e 36,49%, respectivamente.

Já os produtores de inhame e mandioca receberam mais na hora da comercialização, com elevação de 30,51% e 21,97% respectivamente na comparação entre as cotações praticadas nos meses de novembro e outubro. A alta é explicada pela restrição destes produtos no mercado. Enquanto o inhame se encontra em período de entressafra, a mandioca registrou uma baixa oferta nas lavouras de segundo ciclo.

Asimp/Conab

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.