Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Especializada no desenvolvimento de drones e veículos aéreos não tripulados (VANT) para mapeamento em agricultura, topografia e mineração, a Horus Aeronaves esteve presente na Agrishow 2017, em Ribeirão Preto, SP, participando do projeto “Fazenda Inteligente: o futuro chegou”.

Fizeram parte do espaço Fazenda Inteligente, além da Horus Aeronaves, a InCeres, Agrosmart,  Aeagro, Ibra e Speclab, startups com expertise em soluções aplicadas à agricultura de precisão, monitoramento de irrigação, sistemas de gestão, drones, dentre outras tecnologias de ponta.

Para o CEO da Horus, Fabrício Hertz, a edição da Agrishow em 2017 foi marcada pelas inovações tecnológicas e um forte apelo por sistemas para a modernização das práticas no campo. “Expomos a nova linha de equipamentos para mapeamento da empresa e ficamos surpresos com o interesse demonstrado pelo público com relação à tecnologia que apresentamos”, avaliou Hertz.

Além da linha de VANTs, a Horus disponibiliza um sistema online para análise e processamento de dados obtidos através deste mapeamento, e algumas dessas novas tecnologias também foram expostas na Agrishow. “Esse interesse dos visitantes só confirma a tendência de modernização das práticas do campo e reforça a abertura do produtor rural às novas técnicas e práticas para a melhoria da produtividade da lavoura.”

A edição 2017 da Agrishow reuniu 159 mil visitantes e movimentou R$ 2, 2 bilhões, um incremento de 13% em relação aos números da feira de 2016, segundo os organizadores da feira. Além disso, as mais de 800 marcas nacionais e internacionais despertaram o interesse dos visitantes, de empresários a produtores rurais de pequeno, médio e grande portes do Brasil e do exterior.

Regulamentação

Durante a feira, a Horus recebeu uma boa notícia: a regulamentação da Agência Nacional de Aviação Civil  (Anac), um grande avanço para o mercado brasileiro de drones.

“O cadastro de usuários no sistema do órgão, justamente com os requisitos de operação, oferecerá mais segurança, facilitando também operações comerciais entre fabricantes e outros serviços, como linhas de financiamento e seguro dos equipamentos. Economicamente também é uma notícia muito boa para o mercado interno, pois muitas empresas estavam aguardando essa regulamentação para investir nessa tecnologia”, comemorou Lucas Bastos, diretor de projetos da empresa.

A Horus Aeronaves recebeu, recentemente, R$ 3 milhões da gestora de fundos de investimentos de Venture Capital, a SP Ventures, através do Fundo de Inovação Paulista (FIP). Com o investimento, a empresa vai inaugurar sua filial no interior de São Paulo, no Vale do Piracicaba – AgTech Valley, e lançou dois novos modelos de drones, na Agrishow 2017.

Um dos novos drones apresentado na feira foi o Maptor Agro, primeiro modelo de fabricação nacional desenvolvido especialmente para agricultura, para auxiliar o produtor a identificar doenças e pragas na plantação, estresse hídrico, deficiências nutricionais.

A outro lançamento foi o Verok, um drone de grande capacidade de voo e autonomia, desmontável e portátil, com sistema construtivo que permite que a aeronave funcione como uma plataforma aérea multi sensores, de forma que o equipamento tenha capacidade para transportar sistemas de RTK (Real Time Kinematic), que faz as correções dos dados coletados pelo GPS da aeronave em tempo real com precisão de centímetros, PPK (Post Processed Kinematic), que armazena os dados geográficos no computador de bordo da aeronave, sensores multiespectrais e hiperspectrais, além de câmeras de alta definição.

André Casagrande/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios