Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Iniciativa 2,4-D, grupo formado pelas empresas Atanor, Dow AgroSciences e Nufarm com o objetivo de gerar informação técnica sobre o uso correto e seguro de defensivos agrícolas, realiza um treinamento para produtores rurais de Londrina, em 29 de março. O treinamento, ministrado pelo Professor Doutor da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), Robinson Osipe, abordará informações sobre o manejo da resistência de plantas daninhas e o papel dos herbicidas e das boas práticas agrícolas no combate deste problema, além de apresentar aspectos técnicos do 2,4-D, como suas características físico-químicas, situação regulatória, estudos de toxicidade, ecotoxicidade e segurança no campo.

Segundo a coordenadora da Iniciativa 2,4-D, Ana Cristina Pinheiro, o principal objetivo é divulgar conhecimento técnico sobre o herbicida e as boas práticas agrícolas na aplicação. “Acreditamos que assim poderemos auxiliar na capacitação dos produtores, técnicos, operadores de equipamentos, com conceitos das boas práticas agrícolas, para gerar benefícios para toda a sociedade, implementando o conceito de sustentabilidade no uso de defensivos agrícolas”, explica.

Os eventos fazem parte do projeto da Iniciativa 2,4-D em parceria com entidades como a Universidade de Passo Fundo (UPF), Universidade Estadual de Maringá (UEM) e Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) no qual serão realizados treinamentos em 15 cidades do Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais e São Paulo, de março a julho de 2016.

SERVIÇO

Treinamento manejo da resistência de plantas daninhas e o herbicida 2,4-D

Data: 29/3/2016.

Horário: 19h.

Local: Chimarrão Grill - Av Portugal 267, esquina com 10 de dezembro -  Jardim Igapó   Londrina/PR.

Vagas limitadas.

Sobre a Iniciativa 2,4-D

A Iniciativa 2,4-D é um grupo formado por representantes das empresas Atanor, Dow AgroSciences e Nufarm, que, com apoio acadêmico, tem como propósito gerar informação técnica sobre o uso correto e seguro de defensivos agrícolas, além de apoiar projetos que abordem esta questão, como o Projeto “Acerte o Alvo – evite a deriva na aplicação de agrotóxicos”, realizado no Paraná. O foco é educar o produtor sobre a importância da utilização correta de tecnologias que garantam a qualidade da aplicação dos defensivos agrícolas. O grupo defende que o uso adequado das tecnologias de aplicação e a precaução para evitar a deriva são essenciais para garantir a eficácia e a segurança ambiental na utilização de defensivos agrícolas. A Iniciativa 2,4-D se apresenta como fonte de informação e esclarecimento, que, apoiada por estudos acadêmicos, visa desmistificar o emprego do 2,4-D.

MLA Comunicações

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios