Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O visitante pode conhecer produtos da agricultura familiar, sementes e previsão do tempo

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) é um dos participantes da 18ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que vai até o dia 10 de dezembro, no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, em Brasília.

Promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, a semana tem o tema “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta”. A ideia é mostrar como a ciência e a tecnologia estão cada vez mais presentes na nossa rotina, principalmente para os jovens e crianças. 

No estande do Mapa, o visitante poderá conhecer diversas tecnologias usadas nas plantações e criações de animais. A Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo, por exemplo, mostra aos visitantes a importância do Selo Nacional da Agricultura Familiar, que identifica a origem e as características dos produtos oriundos da agricultura familiar no Brasil e tem como finalidade promover o fortalecimento da identidade social do segmento perante os consumidores e a população. O Selo pode ser acessado por um QR Code, que informa quem produziu, as características nutricionais e informações comerciais dos empreendimentos da agricultura familiar. Por meio do Sistema Vitrine da Agricultura Familiar, o consumidor pode conhecer os produtos com identificação, basta digitar na busca https://sistemas.agricultura.gov.br/vitrine/

A coordenadora de Acesso a Mercados Privados do Mapa, Mônica Batista, explica como o selo é uma garantia da qualidade do produto oferecido à população. "A ferramenta está disponível de forma gratuita para todos os agricultores familiares e as formas de organização. O público geral pode acessar e conhecer os produtos. Tem também o serviço de rastreabilidade e de identificação dos produtos com a inovação do QR Code”.

A Embrapa, empresa de pesquisa agropecuária, também está presente na semana e apresenta métodos de como a produção de grãos, como a soja, milho e trigo, pode ser sustentável, além de informações sobre como são produzidos os alimentos que chegam à mesa dos brasileiros.

Já o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) mostra vídeos sobre como é feita a previsão do tempo no país e de que forma os agricultores podem saber se vai chover ou fazer sol com sete dias de antecedência por meio de um aplicativo, o que ajuda a identificar a melhor hora para plantar e colher a lavoura.

Os estandes ficam abertos das 8h30 até as 19h. A entrada é gratuita.

Ascom/Ministério da Agricultura.Pecuária e Abastecimento

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.