Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Nesta edição, 35 expositores trazem para Jacarezinho o que há de mais novo no mercado da cafeicultura, que vai muito além de maquinário para as propriedades

Um dos objetivos da Feira Internacional de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná (Ficafé 2016), que é realizada há nove anos em Jacarezinho, é aproximar os produtores de novas tecnologias disponíveis no mercado. Neste ano, quando o evento tem como tema “Café Cereja Descascado e Sustentabilidade Econômica e Ambiental”, a grande novidade para os cafeicultores que passam pelo Centro de Eventos da cidade são as máquinas despolpadoras de café a seco, trazidas por empresas do estado de São Paulo.

O Despolpador Ecozero é um dos lançamentos da Palini & Alves, especializada em máquinas agrícolas. “É uma máquina que vai proporcionar ao produtor despolpar o café sem usar nada de água”, explicou o supervisor de vendas da empresa, Samuel Machado. Segundo ele, além de reduzir a mão de obra, a tecnologia contribui para preservar o meio ambiente, já que não gera resíduos no processamento. “Essa que trouxemos na feira é capaz de despolpar 6 mil litros de café por hora de entrada”, informou. Outro destaque é o Secador Estático, que elimina a necessidade de secagem dos grãos no terreiro.

O coordenador comercial da Pinhalense, Cláudio Nogueira, disse que a empresa trouxe para a feira um lavador e um secador de café, trinchas e também um despolpador a seco.  “Nos últimos dois anos vendemos bem aqui nessa região durante a feira e viemos com a mesma expectativa para este ano, de pelo menos vender todos os equipamentos que estão aqui em exposição.” As máquinas variam entre R$ 17 mil e R$ 50 mil, segundo Nogueira. Os cafeicultores que fizerem negócios durante a Ficafé terão como benefícios a entrega dos equipamentos na propriedade e descontos especiais.

Os produtores e irmãos Geraldo Delmônico e Antônio Delmônico, de Lavrinhas, no município de Pinhalão, visitaram a Ficafé pela primeira vez este ano e vieram buscar conhecimento e informações sobre maquinários. “A lavoura de café está dependendo de maquinário”, justificou Geraldo. O irmão lembrou que a produção de café depende de muita mão de obra e eles buscam alternativas para gastar menos. “Hoje em dia, metade do que ganhamos vai para pagar mão de obra”, lamentou Antônio.

A Carmomaq Indústria e Comércio de Máquinas, especializada em equipamentos para torrefação, moagem e empacotamento de café, trouxe para a feira três tipos de torradores, entre eles um para cafés especiais. “Já fizemos alguns orçamentos e temos um parceiro fazendo visita em campo com um futuro cliente”, informou Marcio Iricevolto, gerente de marketing da Carmomaq, confirmando a expectativa positiva de negócios durante o evento. “Nossos produtos estão ligados diretamente a esse tipo de público”, acrescentou.

Em 2016, a Syngenta, outra parceira antiga da Ficafé, foca o trabalho em três produtos: o Durivo, inseticida para mudas em formação e com alta eficácia no controle de Cigarra-do-Cafeeiro e Bicho Mineiro; o Priori Top, que atua no controle do Phoma durante a florada; e o Voliam Targo, para o controle de Bicho-Mineiro, Broca-do-Café e Ácaro-Vermelho. “Nosso objetivo aqui na feira é levar o nome da Syngenta para o maior número de produtores para que a gente consiga fazer negócios e ajudar a melhorar a vida destas pessoas”, disse o RTV Gerador de Demanda da Syngenta, André Marconato.

Nesta edição, 35 expositores participam da feira trazendo o que há de mais recente no mercado para os cafeicultores. O consultor e gestor do Projeto Cafés Especiais do Sebrae/PR, Odemir Capello, destacou que o evento é um importante canal de interação e comunicação entre produtores e as diversas empresas. “Os equipamentos trazidos para a feira servem para melhorar a qualidade do café”, apontou. Capello também ressaltou ainda que a mão de obra está cada vez mais escassa e as máquinas vão acabar substituindo o trabalho humano.

Expositores

A Ficafé 2016 traz como expositores: Implementos Agrobrás Agrícolas Rodoviários; Rota do Café; C&F Insumos Agrícolas; Calli do Brasil; Capal; Capricórnio Coffees; Castanhal Companhia Têxtil; Carmomaq; Comfibra; Cool seed; Empório Café da Casa; Fertilizantes Heringer; Kamaq; Magnojet; Matão Equipamentos; MIAC Máquinas Agrícolas; Maringá Orgânicos; Palini & Alves; Pantera Plásticos; Pinhalense; Pinhal Máquinas; Pioneiro; Planag; Ponto do Eucalipto; Agrale Pontrale; Probat Leogap; Satis; Syngenta; Terceira Via; TDI Máquinas; Valtra DHL; Parque Vila do Café; Vilela; Vonder; Yara.

Realização

A Ficafé 2016 é uma realização do Sebrae/PR, Acenpp, Cocenpp, com apoio da Prefeitura Municipal de Jacarezinho, Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), Governo do Paraná, Instituto Federal do Paraná (IFPR) campus Jacarezinho, Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Paraná (CREA-PR), Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Syngenta, BUNN, Associação dos Municípios Norte Pioneiro (Amunorpi), Nucoffee, e Associação dos Engenheiros e Agrônomos do Norte Pioneiro (AEANP), Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), Vonder e Cocamar. Para conferir a programação completa, acesse www.ficafe.com.br

Asimp/Sebrae/PR

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL