Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Reajuste é 10,5% no Sul e Sudeste e de 15% no Centro-Oeste e na Bahia

A ministra Kátia Abreu (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) assinou ontem (10) portaria que reajusta o preço mínimo do trigo para safra 2016/17.  A medida deverá ser publicada na edição desta quarta-feira (11) no Diário Oficial da União, segundo o secretário de Política Agrícola do Mapa, André Nassar.

O preço mínimo do trigo no Sul passa de R$ 34,98 para R$ 38,65 a saca de 60 Kg. No Sudeste, sobe de R$ 38,49 para R$ 42,53. Nessas duas regiões, o aumento é de 10,5%.  Já no Centro-Oeste e na Bahia, o valor da saca sai de R$ 38,49 para R$ 44,26, reajuste de 15%. Os novos valores valerão a partir de julho.

A referência para o preço mínimo é o trigo pão, tipo 1, esclareceu Nassar. “Mas há outras classificações, como o trigo ração”, observou a ministra Kátia Abreu.

O secretário enfatizou também que o reajuste de 15% no preço mínimo do trigo para o Centro-Oeste e Bahia é um sinalizador importante para que haja aumento da produção.

A mesma portaria reajusta ainda os preços mínimos do café, que valem a partir deste mês. O arábica tem aumento de 7,57%, passando de R$ 307 para R$ 330,24 a saca. A recomposição do conilon também é de 7,57%, saindo de R$ 193,54 para R$ 208,19.

Asimp/Mapa

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios