Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Superagro 2019, encerrado na quinta-feira (17/01), reuniu mais de 5 mil produtores, técnicos e visitantes, em Londrina. A Agro100, empresa que realiza o evento fez um balanço positivo neste sábado e decidiu continuar com o programa de promoções e trocas de insumos por grãos a serem colhidos para a implantação das lavouras e soja e milho da próxima safra de verão (2019/2020) até o dia 2 de fevereiro. “Resolvemos estender a campanha para que os produtores analisem melhor as propostas e tenham oportunidade de garantir um custo de produção estável, sem correr o risco das oscilações do mercado de insumos, geralmente influenciados pela variação cambial e fatores de política e mercado internacional que estão fora do seu controle”, explica Walter Bussadori Junior, presidente da Agro100.

Segundo ele, a evolução do Superagro nestes cinco anos de realização, o transformou num dos maiores eventos de difusão de tecnologia e inovação do agronegócio do Brasil. “Este ano focamos na “agricultura 4.0”. Nenhum produtor vai poder ficar sem aderir a estas inovações. Trouxemos o Radar100 que será instalado dentro de mais ou menos 90 dias, possivelmente em Cambé, instrumento que vai dar precisão nas previsões de chuvas nas lavouras de nossos clientes. Esse sistema será integrado numa plataforma da Agro100 que conta também com diagnósticos precisos de fertilidade e correção de solos da Geodata e com os chips instalados nos equipamentos dos produtores pela Climate-FieldView. Essa plataforma trará aos produtores absoluto controle no dia a dia das suas atividades, resultando em segurança e eficiência nas suas atividades. Além disso, trouxemos para o evento 14 startups que ofereceram aos produtores soluções de gestão e manejo das propriedades rurais”, conclui Bussadori.

Clique nas fotos para ampliar

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios