Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Estrada rural, máquinas, caminhão e equipamentos para cooperativas de agricultura familiar, inauguração de cozinha comunitária e palestras fizeram parte do roteiro dos secretários da Agricultura e do Abastecimento e do Planejamento e Projetos Estruturantes na região.

Entrega de pavimentação de estrada rural e de máquinas, caminhão e equipamentos para cooperativas de agricultura familiar, inauguração de cozinha comunitária. Estas foram algumas das ações dos secretários estaduais da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, e do Planejamento e Projetos Estruturantes, Valdemar Bernardo Jorge, na semana passada na região do Norte Pioneiro. Eles também visitaram propriedades e agroindústrias para conversar com os produtores e ministraram palestras sobre agricultura familiar e programa Paraná Produtivo. 

Em Jaboti, moradores do distrito de Água Branca participaram da entrega da pavimentação com pedras irregulares de uma estrada de 3,9 quilômetros. O investimento estadual de R$ 790,5 mil possibilitará a chegada de insumos e escoamento da produção agrícola, com melhor estrada e economia em combustível, além de facilitar o transporte da população. No mesmo ato, foi dado início à pavimentação da Estrada do Neco Major, de 3,4 quilômetros, com aplicação de mais de R$ 1 milhão.

 “É preciso fazer mais e melhor com menos recursos para sobrar mais no bolso, para ter um ambiente adequado, para ter uma vida mais saudável. É assim que a gente persegue um padrão na agricultura paranaense, que é nosso ganha-pão, que é forte em todos os aspectos”, afirmou o secretário Norberto Ortigara.

Para o secretário Valdemar Jorge, o evento em Jaboti mostra a preocupação do Governo do Estado com toda a agricultura, desde o pequeno até o grande produtor. “Mas em especial o pequeno, e há também uma preocupação especial com os pequenos municípios, pois são esses que precisam de uma maior atenção do Estado”, disse.

O prefeito Regis Willian destacou a importância do investimento. “Nossa região é extremamente agrícola e estava bem esquecida”, disse. “Sou comerciante de móveis e a gente sabe que quando o produtor rural tem dinheiro, o comércio anda, quando dá alguma crise, algum problema na agricultura familiar, o comércio perece”.

Por isso, ele reforçou a necessidade de gerar renda e qualificar os produtores rurais. “Nós, prefeitos, temos de nos unir para melhorar a região, trazer desenvolvimento, trazer progresso, trazer qualidade de vida.”

Café

No município vizinho de Pinhalão, houve a inauguração de um armazém pertencente ao Consórcio Intermunicipal do Vale do Rio Cinza, que reúne, além de Pinhalão, também Japira, Tomazina, Jaboti, Ibaiti, Conselheiro Mairinck e Jundiaí do Sul. O local é usado para classificação eletrônica de cafés especiais produzidos, sobretudo, pela Associação Mulheres do Café. Os secretários participaram, também, da entrega da sede da cooperativa Coofrunorpi, que recebeu investimentos de R$ 411,5 mil, por meio do programa Coopera Paraná.

“É importante conviver um pouco mais para entender as dificuldades dos produtores, reconhecer o esforço que fazem coletivamente no sentido de construir ambiente favorável à evolução do agricultor, para deixar de ser apenas um produtor de matéria-prima na roça ou nas criações, para participar do preço final um pouco melhor”, disse Ortigara.

Os secretários conheceram agroindústrias de doces, cafés e propriedades que cultivam morango orgânico, uma das principais atividades da região, e vistoriaram as obras de pavimentação de 2,2 quilômetros da Estrada da Lavrinha, onde há investimento estadual de R$ 775,8 mil. Na mesma região, a Associação de Produtores de Cafés Especiais da Lavrinha (Aprocafel) recebeu, de forma oficial, equipamentos financiados pelo Pró-Rural (R$ 435,3 mil) e pelo Coopera Paraná (R$ 417,1 mil).

Cidadania 

Em Ibaiti, houve visita a uma indústria de vinhos, sucos e doces, além de passeio pela plantação de uvas. Foi inaugurada a cozinha comunitária na cidade. Os equipamentos começaram a ser usados ainda antes da solenidade para produção de marmitas, de forma emergencial, em razão da pandemia da Covid-19. Eles foram adquiridos pelo Estado, que investiu R$ 151,9 mil, e entregues à comunidade.

Ortigara reforçou o trabalho de parceria que o Governo do Estado faz com as prefeituras em vários setores, particularmente no de segurança alimentar e nutricional. “Deus provê, mas temos de fazer a nossa parte que é trabalhar para que quem não tem aceso a alimento possa receber ao menos um prato de comida digno por dia”, disse.

O prefeito de Ibaiti, Antonely Carvalho, salientou o esforço para reurbanizar a cidade a partir da periferia. “Mas não podemos esquecer do principal, que não é a rua pavimentada, nem é o prédio, mas a pessoa, ser humano. Esta cozinha vai servir muita gente carente”, afirmou.

Foi feita também a entrega de um caminhão para a cooperativa Coompetir, no valor de R$ 208 mil. E, em sessão da Câmara Municipal, os secretários proferiram palestras sobre a agricultura familiar e o programa Paraná Produtivo. “Temos que ter uma preocupação muito grande com os jovens para que eles não precisem sair aqui de Ibaiti para irem a outros grandes centros procurar oportunidades de trabalho”, disse o secretário de Planejamento.

O gerente regional do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-Paraná), Maurício Castro Alves, também falou sobre a importância da agricultura em Ibaiti. Os secretários Norberto Ortigara e Valdemar Bernardo Jorge foram agraciados com título de Cidadania Honorária do município durante as celebrações dos 74 anos da cidade.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.