Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Convênio no valor de R$ 50 milhões oferece juros baixos e até 10 anos para pagamento total. Empresa busca produtores integrados para ingressar na atividade

O Grupo GTFoods, maior conglomerado avícola do Norte do Paraná,  continua investindo em estrutura para ampliar a produção de frangos no estado. Por meio da linha de crédito rural BB Convir, o grupo vai construir 100 novos aviários na região de Maringá e busca por integrados para os empreendimentos. O convênio, no valor de R$ 50 milhões, oferece juros de até 8,75% ao ano e projeto base já aprovado pela instituição bancária.

Essa modalidade de crédito tem como foco o integrado e contribui para a desburocratização do financiamento. Segundo o consultor financeiro da diretoria do Grupo GTFoods, Luiz Pedro, a necessidade de garantias é reduzida, o que agiliza a tomada de recursos  pelo produtor rural. “O convênio segue a sistemática simplificada, com análise e aprovação prévia de um projeto modal”.

Além da agilidade, a parceria oferece juros mais baixos que a inflação projetada para o momento e alíquotas diferenciadas para novos integrados. “O crédito rural continuam sendo mais atrativo porque, diferente das outras linhas de financiamento, não cobra a taxa Selic ou CDI”, destaca Pedro.

A linha Inovagro atende avicultores com mais de um ano de atividade e oferece juros de 7,5% ao ano. Aqueles que desejam iniciar a produção de frangos agora se enquadram na linha Moderagro, com juros de 8,75% ao ano. Em ambos os casos, o prazo para pagamento é de 10 anos, sendo dois deles, o período de carência.

Integração

Para quem pretende ingressar na atividade, a empresa fornece pintainhos, ração, e assistência técnica e veterinária aos proprietários dos galpões. Nessa linha de crédito específica, os aviários serão construídos no sistema Dark House e o GTFoods garante assessoria técnica para execução do projeto e construção.

O modelo adotado pelo grupo mantém as aves em confinamento com controle total de temperatura e umidade. Dessa forma, o ganho de peso acontece mais rapidamente e há melhor conversão e qualidade da carcaça. O sistema Dark House é eficiente e contribui para o aumento da produtividade e também do lucro.

Bruna Robassa/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios