Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Os agricultores paranaenses deverão registrar uma produção de aproximadamente 876 mil sacas de café arábica neste ano. O volume estimado representa uma redução de 8,8% quando comparada com a safra passada, com produção estimada em 960,8 mil sacas do produto, como indica o 2º Levantamento da Safra de Café 2021 divulgado, na terça-feira (25), pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O resultado é reflexo da combinação de menor área plantada com a queda na produtividade das lavouras.

Sobre a área de cultivo da cultura, a Conab estima uma redução em torno de 3,8%, passando de 34,56 mil hectares em 2020 para 33,25 mil hectares neste ano. De acordo com os analistas da Companhia, alguns produtores trocaram o plantio do grão por soja, pastagem ou fruticultura nos últimos anos. A região que mais houve redução de área foi a do Núcleo de Jacarezinho.

Já a produtividade das lavouras é impactada pelas condições climáticas desfavoráveis no ano passado. O déficit hídrico, registrado principalmente nos meses de março e abril de 2020, afetou o potencial produtivo desta safra. Com isso o desempenho estimado saiu de 27,8 sacas por hectare para 26,35 sacas por hectare.

A expectativa é que a colheita de café no estado tenha início ainda neste mês e se estenda até final de agosto, caso as condições climáticas sejam favoráveis. Outras informações sobre a safra de café nos demais estados brasileiros podem ser acessadas no site da Companhia.

Ascom/Conab

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.