Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Secretaria municipal de Agricultura comunica que, embora a vacinação contra a febre aftosa tenha sido suspensa no Paraná, os produtores rurais de Tamarana precisam cadastrar junto à Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) a quantidade total de animais de suas propriedades que transitam pelo estado com interesse econômico (ou seja, que necessitam da Guia de Trânsito Animal, a GTA).

Diferentemente de anos anteriores, o processo de atualização não está mais restrito a bovinos e bubalinos. A partir de agora, ele também abrange todos os animais de interesse econômico do Paraná – como cabras, cavalos, galinhas, jumentos, mulas, ovelhas, peixes e porcos. Os dados devem ser fornecidos até 30 de novembro.

Sem esse procedimento, o produtor rural não irá obter a Guia de Trânsito Animal (GTA) e, portanto, não conseguirá transportar a criação de um local para outro. Além disso, a legislação prevê penalidades (entre elas, o pagamento de multa) para quem não fizer o relato à Adapar.

 “Nossos objetivos são garantir a rastreabilidade e a sanidade de todo o rebanho paranaense. Precisamos saber de onde o animal vem e para onde vai. Em casos de foco, pesquisamos a movimentação de pelo menos seis meses antes da notificação da doença, tanto as entradas como as saídas de animais da propriedade rural", declarou o gerente de Saúde Animal e fiscal de Defesa Agropecuária da Adapar, Rafael Gonçalves Dias, em entrevista à Agência de Notícias do Paraná.

Onde cadastrar

Em Tamarana, a atualização do cadastro pode ser feita no Setor de Produtor Rural da Secretaria de Agricultura, que fica Rua Albino Lovo, 85, Centro (ao lado do destacamento da Polícia Militar). O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 12 e das 13h às 17h O telefone para tirar dúvidas é o 3398-1972.

Lucas Marcondes Araújo/NCPMT

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios