Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Ligeiro crescimento de valores internacionais e aumento do preço médio por tonelada favoreceram o resultado

O primeiro quadrimestre de 2017 fechou com crescimento nas receitas de exportação de aves no Paraná. Segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), vinculada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), a alta foi de aproximadamente 15% em relação ao mesmo período do ano passado.

De acordo com o levantamento, o valor chegou a US$ 833.601.822, nos primeiros quatro meses do ano, enquanto em 2016 a receita somada no quadrimestre foi de US$ 724.165.873. "O ligeiro crescimento dos valores internacionais e o aumento do preço médio pago por tonelada favoreceram esse resultado", explica o presidente do Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná (Sindiavipar), Domingos Martins.

Em volume, entretanto, as exportações apresentaram um leve decréscimo de 1,7% em comparação ao mesmo período do ano passado. Ao todo, 514,5 mil toneladas foram embarcadas no primeiro quadrimestre de 2017, ante 523,49 em 2016. A queda, puxada por abril, se deve principalmente pela redução do número de dias úteis do mês, em relação ao ano passado, destaca Martins.

A quantidade de feriados no mês também influenciou no resultado dos abates, que apresentou praticamente os mesmos índices do acumulado de 2016. De acordo com dados do Sindiavipar, 589,76 milhões de cabeças foram abatidas ao todo, no estado, nos quatro meses. O número é 0,18% superior às 588,65 milhões de cabeças produzidas no mesmo período do ano passado.

Asimp/Sindiavipar

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios