Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Nova plataforma desenvolvida pela Embrapa será “pedra fundamental” para o setor, diz Kátia Abreu

O Sistema de Monitoramento da Qualidade do Leite, plataforma que reúne, pela primeira vez, dados consolidados sobre a qualidade da produção de leite no Brasil, representa um “divisor de águas” para o setor leiteiro. A avaliação é do diretor-executivo da Viva Lácteos, Marcelo Costa Martins, que participou na terça-feira (3) do lançamento da plataforma, no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O sistema, desenvolvido pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), atende a uma demanda de mais de 15 anos do setor leiteiro. A partir de agora, os resultados das análises laboratoriais serão atualizados semanalmente e vão permitir acompanhamento preciso e atualizado da qualidade do produto entregue aos laticínios.

A cerimônia de lançamento, comandada pela ministra Kátia Abreu (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e pelo presidente da Embrapa, Maurício Lopes, teve participação do setor privado e de representantes dos produtores.

“Temos um ponto importante, que com certeza será um divisor de águas no setor, que são essas ações voltadas à melhoria da qualidade do leite. Era impossível imaginarmos uma estratégia em relação à qualidade do leite se não tivermos esse monitoramento”, afirmou o Marcelo Martins.

O diretor-executivo da Associação Brasileira das Pequenas e Médias Cooperativas e Empresas de Laticínios (G100), Wilson Massote, disse que, com o sistema, o setor “entra para a história”. “Até este momento, o setor viveu a pré-história. Não havia dados concretos. Agora vamos ter informações objetivas e a subjetividade perde espaço”, acrescentou. “A senhora entra para a história conosco e nós entramos juntos”, afirmou à ministra.

Marcelo Martins destacou ainda que o Programa Leite Saudável permitiu grandes transformações para o setor, que agora conta com uma “voz única e organizada”, destacando também o avanço nas exportações de produtos lácteos após abertura de diversos mercados ao longo de 2015.

O setor elogiou ainda a prorrogação da consulta pública para alterações da Instrução Normativa (IN) 62, que apresenta os critérios de qualidade do leite. “Era preciso termos esse diagnóstico para que no futuro consigamos avançar de forma planejada”, destacou o diretor da viva Lácteos.

A ministra Kátia Abreu afirmou que o sistema é a “pedra fundamental para o monitoramento do leite”. “Essas mudanças foram feitas para transformar a vida dos produtores, sua capacidade produtiva e garantir mais renda”, ressaltou.

Asimp/Mapa

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL