Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Instituto de Tecnologia do Paraná já certificou cerca de 700 produtores paranaenses por meio do Paraná Mais Orgânico, desde 2009. O programa do Governo do Estado orienta agricultores familiares interessados em produzir alimentos orgânicos e certifica aqueles que já seguem as técnicas de manejo desta modalidade de produção.

Iniciado em 2009, atualmente o Paraná Mais Orgânico é desenvolvido em parceria entre a Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, o Tecpar, as sete universidades estaduais e o Instituto de Desenvolvimento Rural Iapar-Emater (IDR-Paraná).

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o Paraná é o segundo Estado com o maior número de propriedades rurais certificadas em agricultura orgânica no País. O Estado responde por 16,7% dos produtores certificados, um total de 3.624 propriedades.

Jorge Callado, diretor-presidente do Tecpar, destaca que por meio do Paraná Mais Orgânico o instituto oferece apoio aos pequenos agricultores que trabalham com a produção agroecológica e orgânica, contribuindo para a preservação dos recursos naturais e fortalecendo a economia circular.

“A certificação confere maior qualidade e valor agregado aos produtos orgânicos comercializados pelos agricultores familiares. Com a venda de produtos da sua propriedade, o agricultor gera renda e acaba investindo na sua região, o que acarreta fortalecimento econômico dos arranjos produtivos locais”, afirma Callado.

Segundo o diretor de Tecnologia e Inovação do Tecpar, Carlos Pessoa, além de integrar o programa desde a sua fundação, o instituto foi o primeiro organismo de certificação de produtos orgânicos do Brasil, credenciado pelo Ministério da Agricultura e pelo Inmetro, em 2010. “Mais de uma década depois, o Tecpar segue como referência neste segmento, contribuindo para que o Paraná mantenha sua posição de destaque na produção orgânica nacional”, diz Pessoa.

Programa

Por meio do programa, explica o coordenador estadual do Paraná mais Orgânico, professor doutor Rogério Barbosa Macedo, o agricultor familiar paranaense tem acesso ao certificado de produção de forma gratuita. O Tecpar participa realizando a certificação por auditoria e na capacitação de profissionais que atuam no programa.

 “Sem estas duas ações do Tecpar no programa não teríamos o Paraná Mais Orgânico. Sabemos que o custo da certificação é um dos gargalos econômicos do avanço da produção no país, por ser um custo que pesa especialmente para quem vive da agricultura familiar”, salienta.

Como funciona

A orientação aos agricultores é feita pelos profissionais dos nove Núcleos de Certificação Orgânica distribuídos no Estado. O apoio técnico vai desde o planejamento da produção até a elaboração da embalagem, além do apoio nos processos de comercialização.

Os produtores aprendem a converter suas lavouras tradicionais para o modelo orgânico – livres de agrotóxicos, de sementes transgênicas e de outras substâncias tóxicas ou sintéticas, dentro das normas da legislação brasileira. Depois das adequações, as propriedades são auditadas e certificadas gratuitamente pelo Tecpar Certificação.

“Importante lembrar que a certificação é do produto, não da propriedade. Ou seja, o produtor não precisa adaptar toda a propriedade, mas apenas a área onde vai cultivar o produto que deseja certificar”, explica Macedo. 

Qualificação

Todos os profissionais vinculados ao programa são capacitados pelo Tecpar em certificação, inspeção a campo e auditoria. São universitários ou egressos das universidades estaduais do Paraná que durante sua passagem pelo programa são qualificados sobre o sistema orgânico de produção.

As capacitações, com conteúdo prático e teórico, esclarecem como funciona a legislação de orgânicos, para que as informações sejam repassadas de forma compreensível a produtores e clientes.

O programa também oferta capacitação contínua por meio dos núcleos, com oficinas práticas para agricultores, estudantes e agentes de extensão rural – que prestam assistência técnica no campo.

Certificado

Em Piraquara, na Grande Curitiba, está uma das propriedades familiares atendidas pelo Paraná Mais Orgânico e certificadas pelo Tecpar. No espaço de 28 mil metros quadrados, o produtor rural Mário Seichi Nakui, conta que já cultivou mais de 86 tipos de alimentos que foram certificados pelo programa.

Há seis anos, ele apostou na certificação orgânica para garantir aos seus clientes produtos com qualidade e segurança reconhecidas. Com a orientação dos profissionais do Paraná Mais Orgânico, ele realizou as adequações necessárias para obter a certificação.

“Não basta a gente dizer que a nossa produção é orgânica, se não tiver ninguém para confirmar isso. A certificação agregou valor aos nossos produtos, porque buscamos alcançar clientes que não querem alimentos da produção convencional, mas que buscam por este tipo de alimentação mais saudável”, diz o produtor.

Para dar conta da produção, o agricultor familiar conta com o apoio da esposa e da cunhada. Além de atender uma grande empresa de alimentos orgânicos prontos para o consumo, também vende seus produtos para pessoas adeptas a esse tipo de alimentação, que realizam a compra diretamente na chácara.

Contato

Os agricultores familiares interessados em obter a certificação devem entrar em contato o núcleo de sua região para agendar a visita em sua propriedade. Os endereços estão disponíveis neste link. É preciso que o interessado esteja enquadrado nos critérios de agricultor familiar, conforme a legislação (Lei 11.326/2006).

Asimp/Tecpar

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.