Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) coopera com a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) no monitoramento quanto à correta utilização de agroquímicos (pesticidas), fertilizantes, corretivos e inoculantes utilizados na produção agrícola no Estado.

Os programas de fiscalização do comércio e uso desses insumos agrícolas incluem a retirada de amostras no momento da inspeção, que são enviadas pela Adapar aos laboratórios do Tecpar.

Por meio de ensaios tecnológicos, o instituto confere se esses produtos estão em conformidade com as formulações declaradas pelos fabricantes e se atendem a legislação e normas do Ministério da Agricultura e Abastecimento (Mapa) e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Nos últimos dois anos, os resultados obtidos neste trabalho apontaram para uma redução nos casos de uso irregular de agroquímicos na produção agrícola. O percentual de amostras aprovadas subiu de 77%, em 2019, para 82%, em 2020.

O diretor-presidente do Tecpar, Jorge Callado, destaca a importância desses ensaios para a economia paranaense. “Esses ensaios realizados pelo Tecpar contribuem para o uso de insumos químicos na agricultura de acordo com a legislação, o que representa economia para o agronegócio, proteção aos trabalhadores do campo e ao meio ambiente e, principalmente, mais qualidade dos produtos”, afirma Jorge Callado.

Carlos Pessoa, diretor de Tecnologia e Inovação no Tecpar, área na qual estão os laboratórios dos centros tecnológicos do instituto, salienta que os laboratórios são parceiros da Adapar neste controle. "Para isso, o Governo do Estado conta com ações integradas de fiscalização, monitoramento e orientação, com a participação de diversos órgãos e secretarias", observa.

Análises

Os principais ensaios realizados são resíduos de agroquímicos em produtos agrícolas, macro e micronutrientes em fertilizantes e corretivos e contagem de células viáveis em inoculantes. O inoculante é um produto que contém microrganismos como bactérias e fungos com ação benéfica para as plantas.

Em produtos agrícolas, o Tecpar analisa mais de 350 tipos de agroquímicos. Já em fertilizantes e afins são avaliados 15 nutrientes e 19 parâmetros físico-químicos e microbiológicos, além de diversos metais pesados.

“Esses ensaios são realizados seguindo métodos recomendados pelo Mapa e reconhecidos internacionalmente, o que garante a verificação do atendimento da legislação e normas relacionadas”, explica a gerente do Centro de Tecnologia em Saúde e Meio Ambiente do Tecpar, Daniele Adão.

Resultados

Desde 2016, o Tecpar analisou 1.412 amostras de produtos agrícolas e 1.325 de fertilizantes, das quais em média 80% foram aprovadas. Entre os principais produtos agrícolas analisados estão tomate, morango, soja, feijão e hortaliças, como alface e rúcula.

Para o contrato atual, firmado em março deste ano, está prevista a análise de 426 amostras de produtos agrícolas e de 410 amostras de fertilizantes, corretivos agrícolas e inoculantes.

Aplicação correta

O uso de agroquímicos não permitidos ou em quantidade acima do limite estabelecido pela Anvisa traz riscos para a produção agrícola, além de possíveis efeitos nocivos para a saúde humana – de trabalhadores e consumidores – e danos ao meio ambiente.

O laudo técnico emitido pelo Tecpar serve de base para a Adapar propor medidas corretivas aos produtores agrícolas e fabricantes de fertilizantes que não atendam a legislação em vigor. Também fornecem informações importantes para que a Agência tenha um panorama em relação às práticas de manejo do solo praticadas nas lavouras do Estado.

Referência

O Tecpar possui infraestrutura de laboratório e técnicos especializados em ensaios tecnológicos relacionados ao agronegócio, sendo referência no Paraná e com posição de destaque no país, cumprindo os mais rigorosos requisitos internacionais para laboratórios.

O instituto possui acreditação junto ao Inmetro, credenciamento e registro no Mapa e habilitação junto à Anvisa e à Rede Brasileira de Laboratórios Analíticos em Saúde (Reblas), que é o reconhecimento legal da competência para a realização de ensaios relacionados ao controle da qualidade à segurança dos alimentos.

Asimp/Tecpar

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.