Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Embrapa realizará, entre os dias 28 e 30 de outubro, o XIII Congresso Nacional de Pesquisa de Feijão (CONAFE). O objetivo geral do evento é ser um fórum para apresentações e debates sobre inovações em tecnologias e negócios, possibilitando a atualização de todos os profissionais e produtores envolvidos com a cultura, visando o fortalecimento dos elos da Cadeia de Valor do Feijão.

Realizado pela Embrapa Arroz e Feijão, o Conafe tem entre os seus palestrantes, como de costume, os maiores nomes da pesquisa do feijão e da Agricultura, como o ex-ministro Alysson Paulinelli, principal responsável pela modernização de desenvolvimento da Embrapa, indicado nesse ano para o Prêmio Nobel da Paz, em virtude de seu trabalho junto à Agricultura e toda a sua contribuição para a sustentabilidade da alimentação no Planeta.

1º DIA

Em sua participação, Alysson Paulinelli levantará a discussão acerca das inovações tecnológicas da Agricultura 4.0 e como elas podem contribuir com a produção de grãos na lógica da integração sustentável. A conferência irá demonstrar ao público como a integração de todas estas tecnologias pode contribuir para que o Brasil continue a ser protagonista da produção de grão de feijão, além de incrementar a exportação.

Além desse, a programação do primeiro dia traz palestras que abordarão os seguintes temas: “Controle de doenças”, “Automação na Produção de Grãos”, “Biotecnologia no Melhoramento de Feijão”, “Riscos Agroclimáticos para a Cultura do Feijão”, “Tradição Japonesa e Soluções para a Cultura do Feijão”, entre outros.

2º DIA

A abertura do dia 29 será com a conferência “Intensificação Sustentável: O Papel do Manejo do Solo nos Sistemas Agrícolas” e o tema será apresentado por João Carlos de Moraes Sá, professor da Universidade Estadual de Ponta Grossa, no Paraná. A palestra dará ênfase no papel fundamental das boas práticas de manejo para aumento de produtividade e estabilidade de produção; resiliência a estresses bióticos e abióticos; e aumento da eficiência do uso de insumos. Com destaque para o Sistema de Plantio Direto e diversificação de culturas, João Carlos apresentará exemplos de como a melhoria da qualidade do solo (química, física e biológica) impacta positivamente a produtividade e rentabilidade das culturas, incluindo feijão. 

Entre os temas seguintes, estão: “Proteção do início ao Fim contra as Doenças do Feijão”, “Dessecação Pré-Colheita”, Solução para os Problemas Fitossanitários”, “Manejo de Nutrientes como Fator de Sustentabilidade”, “Nutrição na Baixa Transpiração” e “Cultivares de Feijão para Diferentes Regiões do Brasil”.

3º DIA

O dia 30 se inicia com o Painel “Desafios e Soluções para a Produção de Feijão nas Principais Regiões Produtoras”, com as palestras de Edson Antônio Pina, engenheiro Agrônomo na Agro-Sistemas; Hélio Orides Dal Bello, Diretor Presidente da Associação Brasileira de Consultores de Feijão (ABC Feijão); Taurino Alexandrino Loiola, engenheiro agrônomo e extensionista; e Luís Cláudio de Faria, pesquisador da Embrapa Arroz e Feijão; que abordarão, respectivamente, questões referentes ao Estado do Mato Grosso, Regiões Centro-Oeste e Sudeste, Região Sul e Região Nordeste. Em seguida, acontecerá o debate sobre o assunto discorrido.

Após esse painel, acontecerá o lançamento do livro “Arroz e Feijão: Tradição e Segurança Alimentar”, editado pelos membros do corpo técnico da Embrapa Arroz e Feijão, Carlos Magri Ferreira e José Alexandre Freitas Barrigossi. Entre outras questões, a obra aborda o alimento como fator mais importante na determinação das condições de saúde da população, estimando que metade da carga global de doenças se deva à alimentação não saudável. Sobre isso destaca-se que, no século atual, tem predominado a troca de padrões alimentares tradicionais das sociedades — a alimentação conhecida como “comida de verdade”, por padrões baseados no consumo de produtos ultraprocessados.

Os momentos que darão continuidade ao Congresso nesse dia são: “O Uso de Microorganismos Benéficos no Manejo do Feijoeiro”, “Tendências e Oportunidades para o Mercado do Feijão-Comum”. Logo após, virão a Cerimônia de Premiação dos melhores trabalhos inscritos no Evento e as Homenagens a expoentes da Cultura do Feijão. Em seguida, acontece a assembleia de encerramento do XIII Conafe.

Veja a PROGRAMAÇÃO completa

Para o Mundo

Pela primeira vez em ambiente virtual, o Conafe abordará temas relacionados à pesquisa, automação de processos, manejo da cultura, fitossanidade, nutrição de plantas, microrganismos benéficos, impactos do clima na produção de grãos, intensificação sustentável, biotecnologia, melhoramento genético, consumo e mercado, entre outros. O Conafe recebe, como público, os mais variados atores da Cadeia Produtiva do Feijão. São pesquisadores de instituições públicas e privadas, professores, estudantes, produtores, consultores e profissionais da indústria do feijão, que vêm em busca de conhecer as inovações sobre o tema. Nesta edição, por se realizar em ambiente virtual, a pesquisa rompe fronteiras e as informações e o conhecimento estarão ao acesso de pessoas interessadas de todo o Planeta. 

O Evento é realizado pela Embrapa Arroz e Feijão, com patrocínio da Basf, IHARA, Syngenta, Bayer, Camil, Senar Goiás e ICL, apoio da Emater-Goiás e organização da Win Eventos.

Henrique de Oliveira/Asimp/Embrapa Arroz e Feijão

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.