Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Macatuba, município de 17 mil habitantes, localizado no pólo sucro-alcooleiro do centro de São Paulo, acaba de receber, do Governo Federal, verba de R$ 210 mil destinada ao enfrentamento da pandemia da Covid 19. E anuncia sua transferência direta a três entidades sociais e à Secretaria Municipal de Assistência Social. O dinheiro será aplicado no reforço protéico dos alimentos à população assistida pelas entidades (a Apae, um abrigo de crianças e um asilo de idosos). A parte que ficará na secretaria municipal (R$ 60 mil) será para atendimento geral à população. A informação foi transmitida pelos meios locais e regionais de comunicação e na pagina de transparência do município, na internet, como forma de todos saberem da disponibilidade. O prefeito Marcos Olivato tem dito que tão importante quanto ter os recursos é a população saber de sua existência para, a partir daí, procurar pelos serviços de sua necessidade.

Desde o começo da pandemia, os macatubenses estão mobilizados. A Santa Casa possui sete respiradores para socorro a pacientes acometidos da síndrome respiratória aguda (SARS) mas, pelo relatório epidemiológico do último dia 9, não havia nenhum internado.  A cidade registrou, até agora, 476 casos de Covid 19 e , destes, 451 já estão curados, 21 se encontram em isolamento domiciliar e 4 foram a óbito. Apesar desses números considerados positivos, toda a comunidade está mobilizada através de medidas de prevenção e do atendimento e encaminhamento dos casos suspeitos tanto de forma presencial quanto pelo whatsapp das unidades municipais de saúde.

Embora lamente as quatro mortes ocorridas, a pequena Macatuba luta e vence a pandemia. E com atitudes como essa de repassar os recursos federais a quem pode efetivamente atender aos necessitados, dá exemplo de boa administração para centenas de prefeituras e até para governos estaduais que, com populações e infectados em maior número, não conseguiram agir com transparência no emprego dos recursos recebidos e, em alguns casos, caíram na tentação do desumano desvio de finalidade do dinheiro destinado a socorrer o povo atacado pelo vírus letal.

esse tema aos leitores como o testemunho de que nem tudo está perdido e que as boas ações também merecem destaque nesse universo que, por razões óbvias, presta mais atenção no malfeito. Também uma razão pessoal me motiva. Macatuba é minha terra natal. Mesmo tendo de lá saído ainda na infância, mantenho raízes, familiares e bons amigos-conterrâneos e os visito sempre que possível. Por certo existem Brasil afora outras ilhas de simplicidade e acerto. Mas a que conheço é a minha Macatuba, de que me orgulho...

Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves - dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) - aspomilpm@terra.com.br 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.