Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Como muitos habitantes de São Paulo e de outras capitais, eu também nasci no interior e embora tenha feito vida aqui, não perdi o contato com meu solo de origem. Sempre visito a minha querida Macatuba, 20 mil habitantes e importante comunidade do polo canavieiro da região central paulista. Tios e primos que ali permaneceram me são caros e razão de sempre comparecer, interessar-me pelo município e até colaborar no possível. Cada vitória do meu torrão natal é minha também.

Orgulha-me ver que, diferente da expressiva maioria das 5670 prefeituras brasileiras - endividadas e em caravanas a Brasília pedindo a prorrogação de compromissos financeiros e clamando por novos empréstimos - a de Macatuba tem dinheiro em caixa e isso possibilitou investir preventivamente R$ 500 mil e reservar mais R$ 4 milhões para o caso da pandemia da Covid 19 se agravar. A tesouraria municipal conta hoje com R$ 8,6 milhões disponíveis para investimento, revela o prefeito Marcos Olivatto.

Mesmo tendo só um caso de coronavirus, confirmado no último dia 11 - a paciente, que se contaminou num cruzeiro marítmo, ficou em isolamento domiciliar, cumpriu a quartentena e já recebeu alta médica - o município cuidou da prevenção. Suspendeu as aulas, restringiu as atividades econômicas, religiosas e sociais ao mínimo estratégico para evitar aglomerações que facilitam a contaminação e, ainda, cuida da desinfecção das ruas e locais públicos de maior movimento. A Santa Casa tem sua UTI com sete respiradores, quatro deles recebidos em doação de uma empresa local dentro da prevenção à pandemia. 

A boa situação do caixa também permitiu a manutenção e adequação das unidades públicas de Saúde e a compra de EPI (equipamentos de proteção individual) para o seu pessoal. Além disso, a prefeitura adquire cestas básicas e desenvolve com empresas locais uma campanha de arrecadação de alimentos para distribuir à população afetada pelas restrições impostas no isolamento social.

É muito bom ver minha cidade natal cuidando bem da comunidade. Servindo de exemplo na administração dos tributos arrecadados e, com isso, tornando melhor a vida de seus habitantes. Oxalá, num futuro não muito distante, o municipalismo brasileiro se fortaleça e todas as prefeituras tenham condições de oferecer às respectivas populações o que  Macatuba já tem hoje condições de proporcionar aos meus conterrâneos...  

Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves - dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) - aspomilpm@terra.com.br 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.