Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Da irresistível paixão pela lendária e centenária, Harley-Davidson, aos crescentes  negócios de empresas de motoboys, as  motos, das mais variadas marcas, têm escrito histórias dignas de clássicos filmes de Hollywood.” A primeira motocicleta foi fabricada em Milwaukee,(EUA-1903) pelos dois jovens William S. Harley, de vinte e um anos, e seu amigo, Artur Davidson.

Desse modelo, cuja única suspensão eram as  molas do selim, foram fabricadas trinta e oito motocicletas entre 1903 e 1905”

A poderosa indústria cinematográfica norte-americana, vendedora de estilo de vida, ajudou a consagração mundial da marca com filmes como: O Exterminador do futuro 2, O Selvagem e Sem destino. “Qualquer trajeto a bordo de uma Harley, por mais simples que seja, é um ato de rebeldia.

Qualquer brisa é um vento de liberdade” define o historiador inglês John Monikki.

Do romantismo Da Harley-Davidson às outras marcas de competição esportiva, do passeio de casais apaixonados aos apressados motoboys (ou motogirls), da suavidade do asfalto à agressividade das manobras radicais da mítica prova Paris-Dakar, da simples entrega de uma saborosa pizza ao transporte de um importantíssimo documento, elas representam, hoje, precioso valor agregado na logística do globalizado mundo dos negócios.

Baixo custo operacional e singular agilidade na entrega fizeram delas um fator indispensável para o aumento da produtividade – fazer cada vez mais, e melhor, com cada vez menos, menos tudo – e, para a  melhoria da qualidade, – adequação ao  uso com  satisfação do cliente.

Resultado: a praticidade gera maior lucratividade – remuneração do capital investido.

O seu uso é extremamente democrático, pois, sem preconceito de etnia, faixa etária ou credo religioso elas circulam em todos os países e integra a cadeia de suprimentos de organizações de todos os portes  e segmentos, como elo interativo da logística.

Esta se apresenta  como “ferramenta” do processo operacional do porto de Rotterdam (Holanda),o maior do mundo ou em qualquer outra atividade empresarial.

Embora a logística tenha ganhado destaque especial nas últimas décadas, a história nos revela que a sua existência data de milênios, principalmente, ligada aos grandes conquistadores da história, como Alexandre, O Grande. O deslocamento de tropas militares, por longos períodos, sempre exigiu um exemplar planejamento estratégico em abastecimento.

Para o mundo empresarial a logística significa “o gerenciamento do fluxo de material e de informação, o que possibilita ter o produto certo, na quantidade certa, no tempo certo, no lugar certo, nas condições previamente estabelecidas e, ao mínimo custo”.

Presente em todas as etapas do circulo da qualidade de produtos, e da prestação de serviços, a logística é sinônimo de praticidade: “produto” dos mais sedutores para as mulheres, face ao nosso estilo de vida que elas geraram.

A necessidade das empresas focarem, “cirurgicamente”, o seu negócio, proporcionou o incremento de um novo setor: a terceirização e, até a quarteirização. Um dos exemplos mais significativos encontra-se nas modernas plantas das montadoras de veículos, hoje, um autêntico shopping center de autopeças – onde elas são “ancoras” - e os fornecedores, geograficamente próximos, as vezes na  mesma área física, - empresas satélites.

Na era da INFOVIA, a competitividade mundial exige excelência na gestão dos produtos e serviços da iniciativa privada e dos investimentos governamentais em infraestrutura.

Os recursos humanos representam a diferença no desempenho da logística, pois simbolizam a  única “matéria-prima” que gera riquezas -  a inteligência humana.

Estamos convencidos de que a moto criou um mundo de negócios, dentro dos negócios do mundo.

Ah!...na “Logística Emocional” imbatível mesmo é o sorriso – a menor distância entre duas pessoas.

Faustino Vicente  - Consultor em Gestão da Qualidade, Professor e Advogado  – e-mail: faustino.vicente@uol.com.br – – Jundiaí  (Terra da Uva) – São Paulo - Brasil

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.