Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Leio o jornal todas as manhãs, que a gente tem que saber o que está acontecendo no mundo e principalmente no Brasil. Um colunista de jornal local soltou o verbo e disse uma coisa que venho dizendo desde maio: as “autoridades” responsáveis pela saúde em nosso país não usaram o tempo do confinamento, em março e abril, para providenciar equipamento, leitos, pessoal treinado para trabalhar nos hospitais e assim poder atender os infectados pela covid 19, que a tendência era a pandemia evoluir para o pico em que estamos hoje. Eles preferiram deixar a coisa se agravar, claro, porque muito dinheiro seria liberado para os Estados (e municípios, talvez) e numa situação de emergência máxima como a que estamos passando, as licitações seriam dispensadas. Muito dinheiro e a não necessidade de licitação, igual a mais roubalheira. Infelizmente, a corrupção e a desonestidade falam mais alto e nossos “políticos” precisam aproveitar as brechas para se apropriarem do dinheiro público, mesmo que isso signifique a perda de milhares de vidas.

Outra notícia ruim, bem à moda da “política” brasileira: O Ministério da Educação tem um corte de 4 bilhões de reais no seu orçamento pra 2021. Um setor que já está sucateado, vai ser ainda mais abandonado, ficando à míngua, não bastasse a pandemia que está causando um prejuízo enorme, não permitindo que os estudantes compareçam às aulas, para não haver ajuntamento nas salas pequenas das nossas escolas e consequente aumento da contaminação pelo coronavírus. Em compensação, o Supremo Tribunal Federal tem um acréscimo de 25 milhões no seu orçamento para 2021, isso sem incluir a folha de pagamento. O mesmo STF que não abdica de suas vantagens nababescas e não contribuiu em nada para garantir recursos para a pandemia. Tudo à nossa custa, tudo dinheiro do contribuinte, tudo dinheiro nosso.

E a pandemia continua grassando. O número de mortes continua em torno de mil, os novos casos confirmados de covid 19 continuam por volta de cinquenta mil por dia e por aí vamos.

Tá difícil. Pra variar, a China denunciou que embalagem de frango importada do Brasil está contaminada pelo coronavírus. Não esclareceram nada, não deram detalhes, só jogaram a bomba. Aí eu pergunto: a viagem do Brasil até a China leva cerca de 45 dias – por navio -, conforme divulgado na imprensa, a uma temperatura de 18 graus negativos. O vírus da covid 19 resiste a uma temperatura extrema como esta? Ele continua vivo por um mês e meio, mesmo sem considerar a temperatura? É uma coisa incoerente, idiota, até.

Cuide-se todos, minha gente. Cuidem-se todos, cuidem-se muito. Não saiam de casa se não for realmente necessário, usem máscara em qualquer lugar fora de casa, usem álcool gel e lavem as mãos com sabão sempre que possível, obedeçam o distanciamento físico ou social. Precisamos nos cuidar, pois as “autoridades” deste país não parecem muito preocupados com as milhares de mortes e milhões de infectados. Nem ministro da saúde temos. Então temos que nos cuidar, para não jogar mais para cima ainda a curva da pandemia.

Luiz Carlos Amorim – Escritor, editor e revisor – Cadeira 19 da Academia Sulbrasileira de Letras. Fundador e presidente do Grupo Literário A ILHA, que completa 40 anos em 2020. Http://luizcarlosamorim.blogspot.com.br – www.prosapoesiaecia.xpg.com.br

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.