Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Para muitos, é o direito inequívoco de dizer o que lhes vai na alma, sem limites.

Mas ela obedece a direitos e obrigações:

Direito, de exprimir ou escrever, sem receio de sanção; o dever, de respeitar o antagonista.

O grande Voltaire, dizia, com acerto: “ Discordo do que diz, mas defenderei até à morte, o seu direito de dize-lo.”

Mas a maioria dos “democratas” comportam-se, como disse o celebre Millôr Fernandes: “ Democracia é quando eu mando em você. Ditadura, é quando você manda em mim “.

Será que houve ou haverá democracia plena? Não creio. Basta escutar sessão parlamentar – de qualquer nação, – para verificar que grande parte dos deputados, comportam-se e usam termos indignos.

Porque, pode haver competência, até inteligência, mas não havendo educação nem respeito à opinião alheia, não há democracia.

Não admira que o antigo Primeiro-ministro Francisco Pinto Balsemão, tenha dito ao “Independente” (03/10797): “ A política está a perder audiência (…) A média de qualidade da classe política baixou.”

Baixou, porque a: “Democracia nos partidos é uma ficção. Costumo até dizer aos meus alunos: “ Estudem o que se passa nos partidos para perceberem o que foi o feudalismo.” Manuel Monteiro – “ A Capital” – (28/07/03)

Poucos são os que entram na politica, por amor à Pátria e espírito de justiça, já que: “É difícil encontrar áreas onde os jovens estejam melhor instalados do que na política: aos 20 anos têm emprego, aos 30 estão reformados.”. Declarou o Prof. Doutor Manuel Maria Carrilho, ao “ Diário de Notícias” – (25/04/01).

Dizia o maior político da América, quiçá do mundo, o republicano Abrahan Lincoln: que a democracia era: “ Governo do povo, pelo povo e para o povo.”

Mas, o povo não sabe governar, – dirá o leitor atento – É preciso que a nação seja dirigida por reduzida elite. O povo não pode governar-se, a si próprio.

E, para haver plena democracia, é necessário, que a população seja instruída, como disse Afrânio Peixoto, e sobretudo – digo eu, – possua sentido de bem público.

Não acredito que tenha ou venha a ter, porque:” não são deuses, mas homens”, como escreveu Jean Jaques Rousseau.

Segundo o instituto sueco V-Dem, Portugal ocupa o 18º lugar, no ranking das democracias.

Humberto Pinho da silva - Blogue luso-brasileiro: "PAZ"  -      http://solpaz.blogs.sapo.pt/

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.