Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Tribunal de Contas da União (TCU), responsável pelo acompanhamento da aplicação dos recursos públicos da União, tem casos de acúmulo de aposentadorias e pensões. Isso mesmo. O TCU tem funcionários que recebem acima do valor do teto remuneratório dos servidores públicos, que é R$ 39,2 mil. E isso não é tudo. Alguns contam com quatro fontes de renda e têm remuneração mensal de R$ 92 mil. Seria engraçado se não fosse trágico: enquanto servidores de determinados órgãos federais têm pensão acima do teto autorizado na Constituição, no estado mais rico do país, São Paulo, nem há teto salarial para o funcionalismo público, graças a liminar parada no Supremo Tribunal Federal (STF).

Em casos de pensões e aposentadorias acima de R$ 39 mil, como ocorre no TCU, o STF aplica o chamado ‘abate teto’. Trata-se de um dispositivo legal que diminui o valor máximo para o limite do teto salarial dos servidores. Fora isso, ainda há os penduricalhos que os deputados recebem, e que adicionados aos salários chegam a custar R$ 200 mil no mês, e as indenizações dadas aos ministros do SFT.

Porém, há brechas na lei permitem o acúmulo dessas aposentadorias e os funcionários do TCU recebem, sim, valores exorbitantes. Resultado: há pensões e aposentadorias acima do teto pagas há anos. E, o pior: devido a essas brechas legais, esses valores não podem ser cortados ou reduzidos. Triste realidade.

No outro lado da moeda, a expressiva maioria dos mais de 11,7 milhões de servidores recebem muito abaixo do texto. Essa situação agrava-se agora com a PEC Emergencial, que congela os salários de servidores.

Definitivamente, não é justo que poucos recebam demais e muitos recebam de menos. Já é desafio suficiente ter de lidar com congelamento de salários por 15 anos e baixa remuneração em categorias essenciais, como segurança, saúde e educação. O TCU é um órgão extremamente importante para o país. Além disso, devido à sua função fiscalizadora pega muito mal ter esses casos de super salários.

Antonio Tuccilio, presidente da Confederação Nacional dos Servidores Públicos (CNSP)

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.