Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

- Luiz Miguel! Eu não acredito que você está fazendo isso de novo!

- Fazendo o que Inês?

- Dessa vez eu não quero saber de desculpinhas. Quero o divórcio!

- O que foi que eu fiz Inês?

- Você está colocando sal na salada de tomate...

- Estou. O que tem de mais em colocar sal na salada de tomate?

- Mas você está pegando o sal do saleiro da parede com os dedos Luiz Miguel!

- Ah! Lá vem você de novo com essa frescura Inês.

- Frescura! Isso é a coisa mais anti-higiênica que existe. Vai saber onde você enfiou esses dedos!

- Olha lá. Me respeita mulher!

- Já falei para você usar a colherzinha de sal ou o saleiro que fica no armário. Mas você sempre enfia essa mão imunda cheio de dedos no saleiro da parede!

- Para com isso Inês... coisa mais chata...

- Não quero saber seu nojento! Quero o divórcio! Não dá para viver com um sujeito sem educação como você. Eu sabia... desde aquela primeira vez que foi arrebentar pipoca pouco meses depois que casamos e você enfiou os dedos no saleiro... ali percebi a burrada que tinha feito em minha vida Luiz Miguel!

- Ora Inês, isso é doença. Você tem que se tratar...

- Você que é doente de ficar enfiando essas unhas imundas no sal. Quero o divórcio! Se soubesse desse teu jeito asqueroso teria dito não para o padre no dia do casamento.

- Tudo bem Inês. Se você quer o divórcio por causa dessa besteira, vou te dar o divórcio.

Um mês depois estavam divorciados. Cada um foi para seu canto e após as praxes da separação nunca mais se viram.

Luiz Miguel logo conheceu Valdirene e namoraram por quase um ano. Noivaram e ficaram por dois anos juntando dinheiro para financiarem uma casinha juntamente com a mobília e o enxoval.

Finalmente se casaram e após voltarem da Lua de Mel em Canoa Quebrada puderam estar enfim à sós na nova casa.

- Luiz Miguel, o que você está fazendo?

- Ora Valdirene, estou tomando café...

- Você está tomando café num copo de massa de tomate ao invés de xícaras Luiz Miguel?

- E daí? Só tem a gente em casa mesmo...

- Coisa mais feia do mundo... quero o divórcio!

Rodrigo Alves de Carvalho nasceu em Jacutinga (MG). Jornalista, escritor e poeta possui diversos prêmios literários em vários estados e participação em importantes coletâneas de poesia, contos e crônicas. Em 2018 lançou seu primeiro livro individual intitulado “Contos Colhidos” pela editora Clube de Autores. Colabora com crônicas para jornais e Blogs Literários - rodrigojacutinga@hotmail.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.