Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Artigos e Opinião 31/07/2021  09h02

Sou Avô!

O dia 26 de julho foi o Dia dos Avós. E eu estou muito feliz, eu sou muito feliz por isso. Antes, quando me perguntavam quem eu era, eu respondia quem era: nome, profissão, nacionalidade, etc. Hoje, não. Hoje posso responder que sou avô, sou avô do Rio. Agora sou alguém. Sou avô do Rio. Quer privilégio maior?

Sou pai de Fernanda e de Daniela e agradeço a Deus pelas minhas filhotas, pois elas trouxeram a plenitude, a razão para viver. E agora as filhotas estão trazendo os netos e Rio já chegou, dando-nos, a mim e a Stela, novas maneiras de sentir, de ver a vida, de viver.

Que seria de nós se não fosse Rio, o nosso neto iluminado, nosso anjo bom, nessa pandemia horrenda? Ele chegou antes da pandemia e nos ajudou, com a sua companhia, a enfrentar o confinamento, o isolamento, a solidão, que não nos alcançaram porque ele estava conosco. Fomos até morar em Lisboa, porque Rio nasceu lá. E enquanto estávamos com ele, ficávamos em casa, mas não sentíamos o tempo passar, a pandemia ficava lá fora, porque Rio estava conosco, inundando a gente de avozice, de alegria líquida e pura, de ternura.

Ser avô é reviver o primeiro beijo de um filho, é reviver a primeira vez que um filho chama a gente de pai. E isso só é possível com um neto chamando a primeira vez a gente de “vovô”. Outro dia, numa teleconversa com Rio, via Facetime, eu não estava aparecendo na tela e ele disse para a mãe: “mãe, quero vovô!” Só quem é avô ou avó sabe o que é isso. Ontem, Dani, a mãe do Rio disse que, do nada, durante o dia, ele chamou “vovô!”. E aí eu fico como? Feliz e agradecido por ser avô de Rio. Fico torcendo e pedindo a Deus que essa pandemia diminua para que Portugal abra para turistas e eu e Stela possamos ir para ficar com o neto de novo.

Estamos longe do Rio, neste dia dos Avós, e faz muita falta não poder abraçar, beijar, apertar, estar junto. Meus braços não valem nada sem esse abraço.

Luiz Carlos Amorim – Escritor, editor e revisor – Cadeira 19 da Academia Sulbrasileira de Letras. Fundador e presidente do Grupo Literário A ILHA, que completou 41 anos em 2021. Http://luizcarlosamorim.blogspot.com.br

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.