Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

No Getsêmani, Jesus disse: “Pai, se queres, afasta de mim este cálice, mas que não se faça a minha vontade e sim a Tua”. Fico pensando como está a minha disposição para viver verdadeiramente essa obediência e docilidade a Deus, e não somente com meras palavras, porque falar isso, eu falo sempre. Mas será que essas palavras não estão sendo apenas da boca para fora? Será que existe verdadeiramente essa disposição no meu coração: mesmo que os planos de Deus para mim sejam diferentes dos meus, que sejam feitos os d’Ele, e não os meus?

É fácil querer que Deus faça o que achamos ser bom para nós! E quantas vezes nos valemos do versículo “Pedi e vos será dado”, a fim de que o Senhor faça o que queremos! Invertemos os papéis, queremos ser deus de Deus, ditando a Ele o que deve fazer por nós. E ainda ficamos chateados, achando que Ele não nos ama porque não está nos atendendo. Esquecemo-nos, porém, de que a Palavra de Deus também nos adverte: “Pedi e não recebeis, pois pedis mal, apenas para vossos deleites”. Então, é bom pensar que, se ainda não fomos atendidos, é porque não é do querer de Deus ou porque aquilo não será bom para nós ou, ainda, porque não chegou o tempo.

A vontade de Deus e a minha

No entanto, o assunto não é discutir quando ou não acontecerá o que pedimos a Deus, e sim se, realmente, estamos dispostos, de verdade, a abrir mão da nossa vontade para que a d’Ele se realize em nossa vida. Jesus suou sangue na noite em que Ele disse para o Pai essa frase, ou seja, não foi simples abrir mão do que Ele queria. Porém, Ele deixou Deus vencer n’Ele, pois Ele confiava que o desejo de Deus era melhor do que o seu.

E aí? Temos essa confiança de orar a Deus para que sejam feitas as escolhas d’Ele e não a nossa?

Eu costumo rezar assim: “Senhor, em Ti a minha vontade; e em mim a Tua vontade”. Assim mesmo, com o desejo de entregar o meu querer para Ele e de que o d’Ele cresça em mim, a ponto de querer o que Ele quer para mim.

E você? O quanto está desejando a vontade de Deus e abrindo mão da sua?

Regiane Calixto é natural de Caxambu (MG). Membro da Comunidade Canção Nova, desde o ano de 2009, a missionária é graduada em Ciência da Computação e pós-graduada em Gestão de Veículos de Comunicação. Encontrou na tecnologia e na comunicação um grande meio para levar às pessoas o Evangelho vivo e vivido.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.