Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Vamos falar de crianças? Não porque está aí o Dia da Criança, mas porque falar de criança é falar de futuro, de esperança, de fé num Deus que ainda confia nos homens, apesar de tudo, pois Ele continua nos mandando os nossos pequeninos.

Minhas crianças já cresceram, estão vivendo as suas vidas e, graças a Deus, o primeiro neto chegou. A nossa casa está vazia de ruídos e da alegria de crianças, grande demais para dois avós solitários, que agora podem comemorar a chegada do primeiro neto, em Portugal. Então a gente abandona a casa enorme e vazia e vai ficar uns tempos, de tempos em tempos, com o neto português. Chegou o Rio, que este mês faz seis meses, uma alma abençoada e um sol particular, que veio para nos trazer felicidades novas. Uma criaturinha encantadora, com aqueles olhos negros enormes e expressivos, aquelas morcílias morenas, aquelas bochechas fofas e lindas, aquele sorriso cativante e constante, aquele riso  feliz, aquela curiosidade tamanha e uma tagarelice em uma língua só dele, de uma beleza infinita. Pena que passaram-se os seis meses de visto de turista e tivemos que voltar. Mas voltaremos, para vê-lo crescer mais um pouco e para praticar novas felicidades, novas alegrias, que é o que Rio significa.

Então uma criança abençoada entra em nossas vidas e transforma tudo, a gente rejuvenesce e a vida recomeça. Rio traz todo um universo de luz e de esperança naqueles olhos negros, tão negros como os que tinha a mãe dele, Daniela, também de olhos tão negros e profundos. Os  olhos de Rio têm o dom de sorrir para a gente. É um anjo encantado que foi enviado pelo Universo para revolucionar nossas vidas, para nos mostrar que sempre é tempo de ser feliz. E o sorriso iluminado dele, o riso contagiente, o som da sua voz, a luz daqueles olhos negros provam isso.

Rio representa o resgate da infância que julgávamos perdida, tão longe no tempo, e que agora estão táo presente, naqueles olhos negros negros, curiosos e brilhantes, naquelas mãozinhas sôfregas que querem descobrir a textura das coisas, de todas as coisas, naquelas pernas roliças que têm pressa em andar, correr, sair em desabalada carreira para ver o mundo.

Rio é criança e criança é o futuro. Seja bem-vindo, Rio.  Feliz Dia da Criança. Feliz Todos os Dias pra você. Feliz Todos os Dias para todas as crianças do Mundo.

Luiz Carlos Amorim - Escritor, editor e revisor, Fundador e presidente do Grupo Literário A ILHA, com 39 anos de trajetória, Editor das revistas SUPLEMENTO LITERÁRIO A ILHA, ESCRITORES DO BRASIL e MIRANDUM,cadeira 19 na Academia SulBrasileira de Letras. http://lcamorim.blogspot.com.br – http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios