Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Estamos transmitindo nossos profundos agradecimentos a todos que nos prestigiaram durante 2019, um ano turbulento no Brasil e nas mais diversas partes do planeta. Não obstante os acontecimentos tenebrosos que ocorreram em nosso país e no mundo ainda assim foi bastante produtivo. O atentado em Rosano (SP) deixou o setor educacional assustado e emudecido, com a morte de vários estudantes.

Com a nova administração federal, muitos brasileiros atuaram contra o próprio patrimônio, mas, a maioria trabalhou de forma incansável na esperança de um governo melhor. O desafio foi enorme e as ações maiores ainda. O presidente Bolsonaro vem mudando o conceito em se conduzir o país, com decisões polêmicas, mas, sempre animadoras para os brasileiros.

O desafio para o novo supremo mandatário da nação foi de uma dimensão que extrapolou o poder da força humana.

Logo no início de seu governo, uma barragem da mineradora Vale rompeu na cidade de Brumadinho e ceifou a vida de mais de 250 pessoas, além de outras desaparecidas deixou o povo perplexo com tamanho estrago, precisando assim de decisão urgente para a solução deste problema. O supremo chefe da nação que já havia mantido contato com Israel utilizou as forças daquele país para solucionar o problema assustador vivido por longo tempo no desastre ocorrido em Minas Gerais.

No campo esportivo no início deste ano um incêndio no centro de treinamento do Flamengo (Ninho do Urubu) causou a morte de 10 jovens que dormiam no alojamento do clube carioca. Ali o CT recebia jogadores de 14 a 17 anos. O final do ano sorriu para os flamenguistas que fizeram festa com a conquista dos títulos Libertadores da América e do Campeonato Brasileiro da Série A. Chegou ainda em segundo lugar no Mundial de Clubes perdendo para o Liverpool (Inglaterra), pelo placar de 1 x 0, gol do brasileiro Firmino.

A Comunicação também foi atingida com a morte do jornalista Ricardo Boechat, falecendo aos 66 anos em desastre aéreo, além do falecimento do apresentador de televisão Gugu Liberato, dia 22 de novembro, em Orlando, na Flórida - Estados Unidos, quando tentava consertar um ar-condicionado, caindo de quatro metros de altura.

No plano internacional, um dos maiores símbolos de Paris, a Catedral de Notre Dame, por exemplo, pegou fogo no mês de abril e deixou o mundo inteiro sem palavras. O telhado do monumento estava passando por uma obra e foi a partir disso que o incêndio se iniciou. Boa parte da igreja foi destruída, mas muitas pessoas, comovidas com a situação, doaram dinheiro para a restauração do local.

Em síntese em 2019 houve resultados, mas, igualmente com ações desafiadoras permitiu a solução dos problemas.

Esperamos fortalecer cada vez mais o jornal FATOS DO PARANÁ, e contribuir para que outros veículos de comunicação, como o Jornal União do Grupo União de Comunicação,  possam crescer, no sentido primordial na defesa da democracia, embora estejamos um pouco abatidos com o enfraquecimento da Folha de Londrina que reduziu o tamanho e quantidade de informações, mas, ainda assim, um veículo obrigatório para a sociedade, devido sua importância.

Nossa atuação com certeza será sempre corresponder melhor aos anseios dos leitores.

Edilson Elias - O autor é jornalista, escritor, historiador do Paraná, membro da Academia de Letras, Ciências e Artes de Londrina e diretor-presidente do jornal FATOS DO PARANÁ®      edilsonelias@yahoo.com.br

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios