Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Eu não sabia se era apenas mais um mito ou era verdade, mas diziam que nas águas escuras do Ribeirão Jacutinga estava a morada de uma lendária Sucuri de Seis Metros. Haviam boatos de avistamentos da Sucuri de Seis Metros em vários pontos do rio. Entretanto, nunca houve prova cabal da existência da famigerada Sucuri.

Pelo menos era o que eu e meu amigo Johny pensávamos até o dia de nossa pescaria no Jacutinga. Arrumamos nossas tralhas e saímos bem cedo.

A pescaria estava incomum naquele dia, pra ser sincero não estava puxando nada, nem lambaris ladrões de minhoca. Decidimos adentrar mais à mata.

Foi quando ouvimos um rastejar entre folhas secas e galhos caídos. Ficamos atentos olhando por todos os lados. E aí surgiu diante de nossos olhos, uma cobra enorme, com manchas escuras no corpo. Como numa hipnose ficamos boquiabertos observando a cobra saindo da água, devia ter uns dez metros de comprimento. Ao percebermos que ela vinha em nossa direção, saímos correndo, deixando varas de pescar e tralhas pelo caminho.

Para nosso desespero, o local onde estávamos era muito fechado e de tanto medo perdemos o sentido de direção. Nosso temor só aumentava enquanto ouvíamos aquele corpo pesado de cobra vindo direto para nós.

Ao olharmos para trás, lá estava ela, dez metros de puro terror que nos encarava ferozmente. Avistamos uma árvore e subimos. A cobra ficou embaixo, nos olhando e circulando o tronco da árvore.

Johny perguntou:

- A cobra sabe subir em árvore?

Neste momento me veio à cabeça aquela musiquinha:

“A cobra não tem pé, a cobra não tem mão. Como é que a cobra sobe no pezinho de limão? Ela vai se enrolando, vai, vai, vai...”

- Ferrou! Ela sabe subir em árvore!

Mas, de maneira repentina a cobra com dez metros de comprimento deu meia volta e foi embora. Aproveitei a oportunidade e tirei várias fotos com meu celular.

Ao chegarmos na cidade, postei as fotos da cobra no Facebook e mostrei para algumas pessoas entendidas no assunto.

Para nossa decepção, ficamos sabendo que aquela não era a famosa Sucuri de Seis Metros e sim uma simples Jiboia de Dez Metros.

Por isso, pescadores e moradores ribeirinhos, todo cuidado é pouco, pois a lendária Sucuri de Seis Metros pode estar em qualquer lugar em nosso Ribeirão Jacutinga. Resta saber se é verdade ou apenas conversa de pescador.

Rodrigo Alves de Carvalho nasceu em Jacutinga (MG), escritor e poeta (autor do livro “Contos Colhidos”, editora Clube de Autores), possui diversos prêmios literários em vários estados e participação em importantes coletâneas de poesia, contos e crônicas. Colabora também como cronista em jornais, revistas e sites literários - rodrigojacutinga@hotmail.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios