Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

É muito comum, principalmente no contexto escolar, escutarmos o termo “bullying”, mas afinal, o que isso?

O termo bullying origina-se do inglês, e trata-se de qualquer ato de agressão física, verbal ou psicológica em ambientes onde exista contato interpessoal. É importante também salientar que uma situação pontual de constrangimento não é caracterizada como bullying, porém, a constância e a repetição das ofensas caracterizam-se como bullying.

Sabendo da constância dessa prática especialmente entre crianças e adolescentes foi que a Educativa adotou a mais de 10 anos o projeto “Bullying, Tolerância Zero”, desenvolvido com os alunos de Ensino Fundamental.

Este projeto tem como objetivo proporcionar a comunidade escolar caminhar em um ambiente tranquilo, cercado de empatia e sem brincadeiras inadequadas através do respeito à diversidade. A cultura de combate ao bullying na Educativa já está internalizada entre a equipe de alunos e funcionários, e qualquer ação pontual que possa virar atos de bullying é tratada antes mesmo de se tornar repetitiva.

Para que isso aconteça, semanalmente na reunião pedagógica os professores compartilham na pauta se presenciou alguma situação ofensiva. Esse trabalho com a equipe é de fundamental importância para avaliar a recorrência de uma brincadeira ou comentário inadequado e faz com que todos se atentem a comportamentos de tristeza, depressão, atingindo até mesmo além do contexto unicamente escolar e exercitando o combate ao bullying também nas redes sociais.

Com os alunos é feito um projeto pontual logo no início do ano, onde cada turma desenvolve um trabalho abordando o bullying em suas mais diversas formas de atuação, trazendo assim a primeira conscientização da importância do respeito ao próximo.

A partir daí, sempre que constatado alguma situação pontual de desentendimento ou afronta entre os colegas, as situações são instantaneamente tratadas e acompanhadas pela Coordenação e Orientação Educacional, de forma a não se tornar repetitiva.

(Nicole Nápoli)

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios