Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O regime militar no Brasil suprimiu o direito à liberdade de imprensa, perseguiu políticos e fechou o congresso nacional. É inadmissível que um presidente da república de um país mais democrático do mundo tem esse tipo de ideia e comportamento, o Brasil quer esquecer esse período e o presidente comemorar. Bolsonaro desrespeita vítimas do regime declarando em público que o golpe não existiu.

Como respeitar e confiar em um presidente que militariza o governo, usa as redes sociais para disseminar o ódio e o preconceito, desclassifica os negros, índios, homossexuais, mulheres, meio ambiente, professores, autonomia das instituições federais, direitos humanos, que corta verbas da educação superior, facilita o porte de arma em um país marcado pela violência, indica o próprio filho para embaixada dos EUA, nomeia um ministro da educação que utiliza das redes sociais para desmoralizar alunos e professores, desconsidera o ensino das áreas humanas e diz que filosofia e sociologia não é importante? Bolsonaro precisa urgentemente de um psiquiatra!

A geração pós-ditadura militar aprendeu a pensar criticamente, a participar mais ativamente da política, a valorizar a liberdade na escola, na família e na sociedade. É natural que o direito à liberdade e livre expressão seja assegurado pela constituição de qualquer País livre e democrático. Feliz a nação que consegue cultivar em suas crianças a importância da autonomia e da dignidade humana, o respeito pelo semelhante, o orgulho pela pátria e paixão pelos livros.

Nação livre é a nação que respeita a sua história, as diferenças religiosas, de raça, sexuais, ideais políticas e principalmente a valorização da instituição escolar. Precisamos incentivar as pesquisas científicas, investir na capacitação e valorização dos professores e promover o ensino de qualidade. Somente pela educação podemos garantir a nossa emancipação e não ser manipulados por governos sem comprometimento, sem responsabilidade social, sem consciência histórica e o que me deixa mais preocupado, um governo com viés de regime camuflado.

Valdonilson Alves Moreira Pereira - Graduado em filosofia e aluno de pós-graduação da Universidade Estadual de Maringá  - e-mail: valdonilson@globomail.com

Comentários:

De: Nancy Vânia
25/07/2019 às 21:10

Perfeita colocação. Bolsonaro não entende de educação e dizer que não houve ditadura militar no brasil só pode rer louco.

De: Mônica Ramos Ribeiro
25/07/2019 às 22:00

É isso mesmo. A valorização da eduação e dos educadores é o caminho mais certeiro para o progresso de qualquer nação.

De: Mônica Ramos Ribeiro
25/07/2019 às 22:00

Concordo. Não podemos nos calar, aceitar tanta censura, até porque o presidente está lá para nos representar. Este que não representa a diversidade do Brasil.


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios