Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Como muitos habitantes de São Paulo e de outras capitais, eu também nasci no interior e embora tenha feito vida aqui, não perdi o contato com meu solo de origem. Sempre visito a minha querida Macatuba, 20 mil habitantes e importante comunidade do polo canavieiro da região central paulista. Tios e primos que ali permaneceram me são caros e razão de sempre comparecer, interessar-me pelo município e até colaborar no possível. Cada vitória do meu torrão natal é minha também.

Orgulha-me ver que, diferente da expressiva maioria das 5670 prefeituras brasileiras - endividadas e em caravanas a Brasília pedindo a prorrogação de compromissos financeiros e clamando por novos empréstimos - a de Macatuba tem dinheiro em caixa e isso possibilitou investir preventivamente R$ 500 mil e reservar mais R$ 4 milhões para o caso da pandemia da Covid 19 se agravar. A tesouraria municipal conta hoje com R$ 8,6 milhões disponíveis para investimento, revela o prefeito Marcos Olivatto.

Mesmo tendo só um caso de coronavirus, confirmado no último dia 11 - a paciente, que se contaminou num cruzeiro marítmo, ficou em isolamento domiciliar, cumpriu a quartentena e já recebeu alta médica - o município cuidou da prevenção. Suspendeu as aulas, restringiu as atividades econômicas, religiosas e sociais ao mínimo estratégico para evitar aglomerações que facilitam a contaminação e, ainda, cuida da desinfecção das ruas e locais públicos de maior movimento. A Santa Casa tem sua UTI com sete respiradores, quatro deles recebidos em doação de uma empresa local dentro da prevenção à pandemia. 

A boa situação do caixa também permitiu a manutenção e adequação das unidades públicas de Saúde e a compra de EPI (equipamentos de proteção individual) para o seu pessoal. Além disso, a prefeitura adquire cestas básicas e desenvolve com empresas locais uma campanha de arrecadação de alimentos para distribuir à população afetada pelas restrições impostas no isolamento social.

É muito bom ver minha cidade natal cuidando bem da comunidade. Servindo de exemplo na administração dos tributos arrecadados e, com isso, tornando melhor a vida de seus habitantes. Oxalá, num futuro não muito distante, o municipalismo brasileiro se fortaleça e todas as prefeituras tenham condições de oferecer às respectivas populações o que  Macatuba já tem hoje condições de proporcionar aos meus conterrâneos...  

Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves - dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) - aspomilpm@terra.com.br 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios