Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Inconstitucional. Imoral e desnecessária mudança na lei dos agrotóxicos aprovada  na Câmara dos deputados e patrocinada pela bancada ruralista. Usam como argumento a extrema necessidade de controle de pragas, pois, que o façam de maneira controlada através de receituário emitido por profissional competente, do mesmo modo que os remédios tarja preta são receitados aos humanos.

Já é pública a notícia que esse é um lobby de empresas pra venderem os agrotóxicos que outros países proibiram. ONU, Ibama, Anvisa e diversos órgãos públicos e privados já se manifestaram contra esse retrocesso inconcebível em qualquer país que protege a saúde de seus cidadãos, animais e o meio ambiente.

Ressalto que o Brasil já é o maior consumidor de agrotóxicos do planetas e usa 14 produtos que já foram proibidos em outros países e com essa nova lei serão imediatamente liberados 9 venenos.

Compreensível que os deputados e senadores da bancada ruralista não se preocuparem com a saúde, visto possuírem planos de saúde que os atendem até no exterior e só comem produtos importados. Mas, esquecem que os agrotóxicos se dispersam na água, no ar,  na terra, na chuva e fatalmente contamina todos os seres, independente de classe social.

Cabe ao ministério público e nossas autoridades coibirem esse retrocesso que só trará prejuízos a nossa agricultura, a saúde da população e ao meio ambiente e principalmente anotarmos os nomes desse políticos pra não receberem nosso voto em nenhuma eleição.

Daniel Marques - historiador - Virginópolis - MG - danielmarquesvgp@gmail.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios