Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Acredite você ou não, a rainha Ester (livro de Ester, Antigo Testamento), como qualquer pessoa honrada, assim como cada ser vivente, precisa fazer a sua parte. Se não fizermos, alguém fará. E o prejuízo será só nosso!

Tenho escrito muitos artigos, evidenciando o mar de corrupção que se entranha em muitas áreas do governo brasileiro. Corrupção que por baixo, faz escorrer pelo ralo, algo aí em torno de trezentos e cinquenta bilhões de reais, ou para deixar este número mais constrangedor, pelo menos cinco vezes o investimento do governo em infra-estrutura.

Roubando como se rouba, certamente pouco sobra para investimentos em ferrovias, estradas, portos, aeroportos, saúde, habitação, educação, saneamento,

energia, pesquisa, defesa, agricultura, pecuária, etc etc. De norte a sul, e de leste a oeste deste imenso Brasil, muito pouco se vê em termos de melhorias e

assim, todos sofrem, todos perdem e o país, não avança.

Acredite numa coisa: Vivemos muitas dificuldades porque não sabemos votar! Vote com amor ao Brasil no próximo dia 07 de outubro!

Ao longo desta semana acompanhei a extrema violência no país, Ouvi atônito que na capital paulista, apenas neste ano já roubaram mais de 125.000 carros. O assalto a caixas eletrônicos cresce assustadoramente. É um Deus nos acuda!

Com relação aos trabalhadores assentados pelo INCRA, é bom esclarecer que acima de 42% destes assentados que recebem a terra de graça, a vendem sem nenhum trabalho de plantio sobre a área, e imediatamente após, voltam a acampar nas beiras das rodovias, aguardando o recebimento de outro pedaço de terra. Há famílias que estão nesta rotina há décadas e vejo esta situação se repetir há mais de trinta e cinco anos e salvo poucas exceções, considero erro atroz a doação de terras para pessoas despreparadas na lida agrícola.

Como qualquer outra atividade, é necessário uso de alta tecnologia e máquinas adequadas para que haja rentabilidade econômica e possa se sustentar e trazer benefício ao trabalhador, a comunidade e ao país.

Para mim, a virtude destas benesses é a distribuição equitativa da miséria e grande incentivo a indolência e a vagabundagem, principalmente porque as estruturas governamentais de suporte a estes assentados é praticamente nula.

Entendo que nossos homens públicos precisam ter dignidade ética, decência, honestidade e precisam ter uma vida de princípios. Por isso considero importante enfatizar alguns princípios de vida. São apenas sete, mas fazem toda a diferença:

CARÁTER: É um conjunto de características psicológicas e morais que caracterizam determinado indivíduo. Tais características podem ser positivas ou negativas, mas em todos nossos atos o caráter imprime e produz a marca da pessoa, expressando-a em todas as áreas de sua vida.

SOBERANIA: É a qualidade de exercer autoridade máxima e de decidir com total autonomia. Ela precisa ser exercida em nosso raciocínio e estabelece e expressa o padrão de pensamento bíblico, fundamentado na verdade absoluta.

UNIÃO: Aqui é mister enfatizar que não fomos criados para ser independentes (Ver Hebreus 13:17), e o princípio de união estabelece a unidade, isto é, algo único e indivisível e resulta da própria vontade de estabelecer acordos nos relacionamentos, para um propósito comum.

MORDOMIA: É um princípio que tem tudo a ver com a administração das coisas (bens) que nos cercam. Traduz a consciência e atitudes de cuidados com o próximo, consigo mesmo e com a propriedade, que devemos todos ter.

É exatamente por não existir atitudes de cuidado com o próximo, que ocorrem abusos principalmente no patrimônio público e muitos privilégios são obtidos por alguns em detrimento de outros.

SEMEAR e COLHER: Em todas nossas atitudes e em nossa conduta, geram consequências e o princípio de semear e colher tem tudo a ver com obediência. A obediência aos nossos líderes é fundamental e deve ser rotina em nosso dia a dia, aceitando os desafios sem titubear.

AUTO GOVERNO: Ensina a liberdade que possuimos de exercer domínio sobre nossa mente e sobre nossas ações. A conduta de minha vida é minha decisão, mas se for sábio, entenderei que minha vontade precisa estar alinhada com a vontade de DEUS. Então sou servo e obedeço porém a promessa de vida em abundância é real.

INDIVIDUALIDADE: É a nossa identidade e reconhece cada pessoa, como seres únicos e distintos. É a mega hiper super diversidade da criação de DEUS.

Sete princípios que não o deixam cair, mas se cair, lembre-se que é JESUS quem nos ergue para vencer. Ele muda a historia de qualquer um, se quisermos.

E sempre há pessoas difíceis a nossa volta mas viver é relacionar-se e como não há forma de nos eximirmos do relacionamento com outras pessoas, é assaz importante fazer o possível para viver em paz com todos.

Em Jeremias 19, lemos que o pecado engana e destrói. O versículo 9 enfatiza que nosso coração nos engana e está sempre propenso a dizer NÃO aos princípios estabelecidos por DEUS, por isso é desesperadamente corrupto. Então, aos corruptos de plantão, que aproveitam todas as brechas para levar vantagem, acordem de sua letargia para esta verdade bíblica e mudem seu procedimento porque enquanto há vida, há tempo.

Meu prezado, consolide estes sete princípios em sua vida, coloque o reino de DEUS, em primeiro lugar, e seja um real vencedor! Sem crises e sem depressão!

João Antonio Pagliosa - Eng. Agrônomo  -  Curitiba/PR - joaoantoniopagliosa@gmail.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios